Tamanho do texto

Eduardo Moraes fazia rapel, junto a cinco amigos, em cachoeira de São João Batista do Glória; ele era o último procurado, sendo que os demais morreram

Eduardo Gomes Moraes chegou em casa andando, após ser vítima de uma tromba d'água no sul de Minas Gerais
Reprodução/Facebook
Eduardo Gomes Moraes chegou em casa andando, após ser vítima de uma tromba d'água no sul de Minas Gerais

Depois de três dias de buscas, Eduardo Gomes Moraes, de 35 anos, voltou para casa sozinho na noite desta terça-feira (25), em Passos, Minas Gerais. Ele era a sexta vítima atingida por uma tromba d'água, enquanto fazia rapel em uma cachoeira em São João Batista do Glória, no último sábado (22). Os outros cinco atingidos morreram no incidente.

Leia também: João de Deus cita doações e renda de R$ 60 mil para explicar R$ 1,2 milhão

Eduardo era o último desaparecido desde que a tromba d'água atingiu o grupo de seis pessoas, na Cachoeira do Zé Pereira. Quando o incidente aconteceu, ele se refugiou em uma gruta e, depois que a enxurrada baixou, saiu andando por uma fazenda até conseguir retornar para casa ontem, em pleno Natal. 

Depois de chocar toda a sua família com o reaparecimento, Eduardo se alimentou, tomou um banho e foi para a Santa Casa de Passos , a fim de se medicar e se reidratar. À imprensa e amigos, afirmou que "renasceu" no incidente. "Foi uma bênção de Deus, foi o ano da renovação, o Natal faz tudo e acontece”, disse Eduardo.  “Uma satisfação, uma alegria, um renascimento de vida, um novo aprendizado", completou.

Leia também: Criminosos explodem bancos e fecham principal via de acesso a Campos do Jordão

O incidente aconteceu no último sábado, no momento em que quatro jovens desciam um paredão utilizado para rapel. Outros dois do grupo estavam na parte inferior da cachoeira no momento da enxurrada

No fim de semana, foram encontrados os corpos de Mariana de Melo Almeida Horta, de 23 anos, Maurílio Pádua Silveira, 30 anos, Alexsandro Antônio Pereira de Souza, 32 anos, e Pollyana Laiane Diniz Furtado, de 26 anos. Na última segunda-feira (24), o corpo de Gustavo Alfredo Godinho Lemos Ferreira, 26 anos, foi localizado.

Leia também: Tentativa de assalto a carro-forte termina em tiroteio e deixa um morto, em SP

Uma tromba d'água , também chamada de cabeça d'água, é um fenômeno comum em regiões rochosas. Ela acontece em decorrência de chuvas nas montanhas, principalmente no verão, e é fortalecida pela inclinação do solo. Muitas vezes, aparecem de repente em cachoeiras ou quedas d'água, sem que os banhistas possam prever a sua chegada. 

    Notícias Recomendadas

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.