Tamanho do texto

Uso de macacos hidráulicos reergueu estrutura em 1,6 metro e Prefeitura agora aguarda 2 semanas para saber que tipo de obra será necessária para recuperar viaduto; circulação de trens da linha 9-Esmeralda foi normalizada

Testes para reerguer viaduto que cedeu na Marginal Pinheiros foram iniciados neste fim de semana
Rovena Rosa/Agência Brasil - 27.11.18
Testes para reerguer viaduto que cedeu na Marginal Pinheiros foram iniciados neste fim de semana

A Prefeitura de São Paulo concluiu neste domingo (2) as ações para reerguer o viaduto que cedeu há 18 dias na Marginal Pinheiros , zona oeste da cidade. Os testes foram iniciados nesse sábado (1º), com o uso de seis macacos hidráulicos, e finalizados hoje com a elevação da estrutura tombada em 1,6 metro, segundo informou a Secretaria Municipal de Infraestrutura e Obras.

O processo para reerguer o viaduto trata-se de um teste para a prefeitura descobrir quais os futuros passos a serem dados e que tipo de obra será necessária para recuperar a via da Marginal Pinheiros . De acordo com o prefeito Bruno Covas (PSDB), esse resultado será conhecido em duas semanas, mas já é sabido que não haverá a necessidade de demolição. "Hoje a gente descarta 100% a hipótese de demolir o viaduto ", disse o tucano.

A circulação de trens da linha 9-Esmeralda da CPTM, que foi interrompida durante a maior parte deste domingo entre as estações Cidade Universitária e Villa-Lobos, já foi normalizada devido à conclusão dos trabalhos no viaduto.

Leia também: Acumulou! Ninguém acerta na Mega-Sena e prêmio pode chegar a R$ 10 milhões

Bruno Covas disse que serão apresentados, já nessa semana, os critérios necessários para as empresas interessadas em participar da contratação de laudos emergenciais autorizados pelo Tribunal de Contas do Município (TCM). Serão feitos laudos de 33 pontes e viadutos já elencados. “Cada laudo deve demorar cerca de três meses para ser elaborado”, informou Bruno Covas.

Quanto à utilização dos recursos na manutenção das pontes, Covas se isentou ao explicar que, de 2014 a 2016, esse gasto foi zero. A prefeitura  previu no orçamento deste ano R$ 44 milhões para essa finalidade, mas só utilizou 5% porque não havia contrato para gastar mais. “Recentemente, tivemos autorização para poder contratar os laudos”, completou.

A depender do tipo de obra que será necessária no viaduto da Marginal Pinheiros , a conclusão do processo deve demorar até seis meses , segundo há havia informado anteriormente a Prefeitura de São Paulo.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.