Tamanho do texto

Degrau formado pela parte da estrutura que cedeu foi pichado na madrugada deste sábado; pista expressa da Marginal Pinheiros ainda segue bloqueada

Viaduto que cedeu, próximo à Ponte do Jaguaré, na zona oeste da capital paulista, amanheceu pichado neste sábado
Reprodução/TV Globo
Viaduto que cedeu, próximo à Ponte do Jaguaré, na zona oeste da capital paulista, amanheceu pichado neste sábado

O viaduto da pista expressa da Marginal Pinheiros, que cedeu cerca de dois metros na madrugada da última quinta-feira (15), próximo à Ponte do Jaguaré, na zona oeste da capital paulista, amanheceu, neste sábado, numa situação um pouco mais agravante. Isso porque a estrutura cedeu um pouco mais pela madrugada.

Leia também: Viaduto que cedeu na Marginal Pinheiros fez prefeitura mudar rodízio de veículos

"Nós tivemos novamente uma movimentação na estrutura, apesar de ontem a gente ter tido ela estável durante todo o dia", disse o secretário municipal de Infraestrutura Urbana e Obras da Prefeitura da capital, Vitor Aly, neste sábado. Segundo ele, o motivo para o viaduto ceder mais um pouco foi a mudança de temperatura na cidade, de ontem à noite para a manhã de hoje. 

"Nós tivemos uma variação de temperatura e, como era esperado, e a estrutura é projetada para isso, houve uma movimentação. Então, nós tivemos um recalque do lado direito, de 3 milímetros, e tivemos um recalque do lado esquerdo. Ela baixou um pouco mais a estrutura", afirmou.

Ainda de acordo com o secretário, houve a diminuição, no acumulado, de 1 centímetro no lado direito e 1,2 centímetro do lado esquerdo. A variação, apesar de pequena, é preocupante e alerta a cidade para um maior risco de tombamento da estrutura. Segundo Aly, como a estrutura "abaixou um pouco", o local "continua uma área de risco, pois está se movimentando ainda".

O trabalho de escoramento continua. Nesta sexta (16), as ações de escoramento foram aceleradas por causa de uma movimentação de 7 milímetros. Na ocasião, o secretário municipal de Infraestrutura Urbana e Obras, Vitor Aly, disse que o objetivo inicial era garantir a segurança e evitar que a estrutura sofresse um colapso.

Leia também: Escoramento de pista da Marginal Pinheiros será concluído na terça, diz prefeito

Depois dos trabalhos de escoramento é que a prefeitura vai estudar o que ocorreu e buscar em uma solução. Durante parte da madrugada, operários trabalharam no local.

Viaduto amanhece pichado e incidente afeta toda a capital

Viaduto da Marginal Pinheiros cedeu na madrugada da última quinta-feira (15), em São Paulo, trânsito foi afetado
Reprodução/TV Globo
Viaduto da Marginal Pinheiros cedeu na madrugada da última quinta-feira (15), em São Paulo, trânsito foi afetado

Hoje cedo, o degrau formado pela parte do viaduto que cedeu amanheceu pichado. Não se sabe quem pixou a estrutura e nem como esse trabalho foi feito, dada à periculosidade do local.

Além disso, o incidente afeta o trânsito da capital, dado que a pista expressa da Marginal Pinheiros está fechada desde quinta, no sentido Castelo Branco – desde a Ponte Transamérica até a Ponte do Jaguaré . O trânsito está sendo desviado para a pista local.

Frente a isso, a prefeitura de São Paulo vai liberar o rodízio municipal de veículos em trecho da Marginal Pinheiros por causa dos transtornos provocados pela interdição da via. A circulação de todos os veículos será liberada no sentido Castelo Branco, entre a Avenida dos Bandeirantes e a Ponte dos Remédios, a partir da próxima quarta-feira (21).

Até o dia 20, o rodízio já estaria suspenso por causa do feriado prolongado. A suspensão será mantida até a liberação total da pista.

Leia também: Motorista que fugir do local de acidente pode ser preso e condenado, decide STF

Por fim, devido à trepidação causada à estrutura, a circulação de trens da Linha 9-Esmeralda da CPTM, que passa sob o viaduto , foi interrompida entre as estações Pinheiros e Ceasa desde a manhã de ontem. As estações Villa Lobos-Jaguaré e Cidade Universitária estão fechadas. O sistema de ônibus gratuito Paese foi acionado e faz a integração no trecho interrompido.

* Com informações da Agência Brasil.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.