Tamanho do texto

A polícia relatou que uma viatura da UPP passava pela praça quando foi alvo de tiros e que, por isso, houve o confronto “com os criminosos”; veja mais

Duas pessoas morreram e outras três ficaram feridas durante um tiroteio na Praça Dolomitas, na comunidade Vila Kennedy, zona oeste do Rio de Janeiro , na manhã deste sábado (2). Segundo informações da Polícia Militar, a troca de tiros aconteceu depois de uma viatura da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) ter sido atacada.

Leia também: Acidente entre carro e ônibus deixa ao menos três mortos e dois feridos na Dutra

Pelas redes sociais, moradores relatam ter ouvido o tiroteio por volta das 9h20 de hoje. Também apontam ao menos seis feridos durante o incidente.

De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde, cinco pessoas foram feridas a bala durante o tiroteio. Todas as vítimas foram encaminhadas para o Hospital Alberto Schweitzer, onde uma mulher não resistiu e morreu, enquanto um homem já teria chegado ao hospital morto. Outras três pessoas continuam internadas. 

Tiroteio na comunidade

Pelas redes sociais, moradores relatam ter ouvido o tiroteio por volta das 9h20 de hoje
Reprodução/Twitter/Informações RJ
Pelas redes sociais, moradores relatam ter ouvido o tiroteio por volta das 9h20 de hoje

A polícia relatou que uma viatura da UPP passava pela praça quando foi alvo de tiros e que, por isso, houve o confronto “com os criminosos”. Contudo, alguns moradores relatam outra versão nas redes sociais, dizendo que um grupo de pessoas estava na praça para a realização de um baile funk, quando um veículo passou atirando contra todos no local.

Leia também: São Bernardo dispensa licitação e renova acordo com empresa investigada pela PF

Ainda segundo a polícia, a ocorrência do tiroteio na Vila Kennedy está em andamento. A comunidade foi ocupada por militares por cerca de três meses, desde o fim de fevereiro até maio deste ano, quando da ação das Forças Armadas na intervenção federal na Segurança Pública do Rio de Janeiro.

 *Com informações da Agência Brasil e jornal O Dia

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.