Tamanho do texto

Mãe dos meninos, Selma Almeida da Silva, ainda é procurada nos escombros

Mãe dos gêmeos, Selma Almeida da Silva, ainda encontra-se desaparecida e é procurada nos escombros
Arquivo pessoal
Mãe dos gêmeos, Selma Almeida da Silva, ainda encontra-se desaparecida e é procurada nos escombros

A Secretaria de Segurança Pública de São Paulo confirmou neste sábado (12) que restos mortais encontrados no escombros do edifício Wilton Paes de Almeida, no Largo do Paissandu , no centro de São Paulo, são dos irmãos gêmeos Wendel e Werner, de 9 anos.

Leia também: IML identifica segunda vítima de desabamento de prédio em São Paulo

Os corpos dos gêmeos foram encontrados na quarta-feira (9), mas a mãe deles, Selma Almeida da Silva, de 40 anos, ainda é procurada nos escombros. Com a confirmação das identidades, Wendel e Werner tornam-se a terceira e quarta vítima a serem identificadas após a queda do prédio no Largo do Paissandu.

Os Bombeiros ainda buscam por três desaparecidos nos escombros do Largo do Paissandu além de Selma: Eva Barbosa Lima, de 42 anos, Walmir Sousa Santos, de 47 anos, e Gentil de Souza Rocha, de 53.

Leia também: Prédio de 24 andares desaba após incêndio de grandes proporções em SP

Segunda vítima morava no oitavo andar

Francisco Lemos Dantas, de 56 anos de idade, foi a segunda vítima do desabamento do edifício Wilton Paes a ser identificada. Ele trabalhava como confeiteiro, era morador do oitavo andar do prédio e foi dado como desaparecido apenas na última terça-feira (8), após notificação de sua ex-cunhada.

A primeira vítima a ser identificada foi Ricardo Oliveira Galvão Pinheiro, de 39 anos de idade, que morreu após retornar ao interior do edifício para tentar salvar moradores.

Leia também: Homem que estava como desaparecido após desabamento em SP está em MG

O edifício Wilton Paes de Almeida tinha 24 andares e foi tomado por um incêndio de grandes proporções na madrugada do dia 1º de maio após um curto-circuito em uma tomada no 5º andar. 

Devido aos danos causados pelo fogo, o edifício desabou e ainda atingiu cerca de 90% da estrutura de uma Igreja Luterana que ficava ao lado do prédio . Antiga instalação da Polícia Federal, o edifício Wilton Paes atualmente era ocupado por moradores e famílias sem-teto.

O porta-voz da corporação, tenente Guilherme Derrite, afirmou nesta sexta-feira (11) que os trabalhos de buscas, como os que encontraram os restos mortais dos gêmeos e das outras duas vítimas, e remoção dos escombros devem se estender até a semana que vem.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.