Tamanho do texto

A aeronave, que seguia em direção à cidade de Cabo Frio, transportava quatro pessoas, incluindo o piloto; ainda não se sabe o motivo do acidente

Helicóptero cai em mar do Rio de Janeiro na manhã desta quarta-feira (9)
Reprodução/TV Globo
Helicóptero cai em mar do Rio de Janeiro na manhã desta quarta-feira (9)

Um helicóptero caiu no mar da Barra da Tijuca, zona oeste do Rio de Janeiro, na manhã desta quinta-feira (9), deixando uma pessoa morta e outras três feridas. O acidente aconteceu na altura do posto 4, próximo ao Hotel Sheraton, por volta das 11h10. 

Leia também: Vereador está por trás da morte de Marielle Franco, diz testemunha

De acordo com o jornal O Dia, a vítima fatal seria o piloto do helicóptero , mas a informação não foi oficializada. As outras três vítimas, todas do sexo masculino, foram encaminhadas ao Hospital Municipal Lourenço Jorge, que fica na região onde ocorreu o acidente. O estado de saúde dos sobreviventes ainda não foi divulgado, mas não seria grave. 

Equipes de mergulhadores do Grupamento de Buscas e Salvamento (GBS) e homens do Salvamento Marítimo utilizaram aeronaves e lanchas para realizar o socorro, e conseguiram retirar três pessoas da aeronave, mas a quarta vítima não resistiu e morreu afogada no local. 

Leia também: Vereador contraria testemunha e diz que acusação por morte Marielle é "factoide"

A aeronave saía do Rio, do heliponto no Recreio dos Bandeirantes, e ia em direção à cidade de Cabo Frio, na região dos Lagos. Ainda de acordo com O Dia, pertence à empresa "Mapa Empreendimentos e Participações Ltda.", que não se pronunciou até o momento. 

Helicóptero transportava quatro pessoas no momento do acidente; uma delas morreu no local
Reprodução/Facebook/Ocorrências RJ
Helicóptero transportava quatro pessoas no momento do acidente; uma delas morreu no local


Vídeos do acidente são compartilhados na internet. Algumas pessoas comentam o momento da queda, assustadas. 

Não há informações sobre os motivos do acidente com o helicóptero de modelo Bell 206 Jet Ranger, de fabricação norte-americana, com prefixo PTHKY.  A aeronave caiu a 200 metros da praia, próximo da arrebentação, e não chegou a afundar, permanecendo de cabeça para baixo, boiando no mar graças a flutuadores colocados pelos militares. A perícia para investigar o acidente será realizada pelo Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa), da Aeronáutica, e pela Polícia Civil.    

Leia também: Bombeiro perde voo e tem surto violento no Aeroporto de Brasília; veja vídeo

*Com informações do jornal O Dia e Agência Brasil. 

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.