Tamanho do texto

Uma das principais vias expressas do Rio foi fechada em vários momentos ao longo da manhã durante buscas por criminosos que mataram capitão da PM

Motoristas abandonaram veículos para buscar proteção durante tiroteio na Linha Amarela, zona oeste do Rio de Janeiro
Reprodução/Twitter - @Suedfreitas
Motoristas abandonaram veículos para buscar proteção durante tiroteio na Linha Amarela, zona oeste do Rio de Janeiro

A Linha Amarela, uma das principais vias expressas do Rio de Janeiro, foi palco de tiroteio e momentos de pânico durante operação da Polícia Militar na Cidade de Deus, zona oeste da capital fluminense, na manhã desta quinta-feira (3). A via foi interditada nos dois sentidos em diversos momentos no período entre as 9h15 e as 11h30. Vários motoristas que transitavam pelo local precisaram abandonar os veículos para se proteger dos tiros.

Leia também: Câmeras de rua foram desligadas na véspera das mortes de Marielle e Anderson

A ação da PM na Cidade de Deus e Linha Amarela não tem relação com a intervenção das Forças Armadas na segurança do Rio, mas trata-se de uma reação imediata à morte do capitão Stefan Cruz Contreiras, assassinado no início da manhã durante tentativa de assalto em Jacarepaguá.

Ao menos um policial do BOPE, a tropa de elite da PM do Rio, foi baleado durante a troca de tiros com criminosos na Cidade de Deus. O confronto deixou ainda três suspeitos feridos, segundo informou a polícia. Quatro indivíduos foram presos durante a operação na comunidade, que resultou ainda na apreensão de dois fuzis, quatro pistolas e alguns rádios de comunicação usados por traficantes.

O capitão Contreiras foi morto quando se dirigia para o serviço pela Avenida Geremário Dantas, na altura da Estrada do Capenha. Ele estava em sua moto e foi abordado por criminosos em outra motocicleta. Houve confronto e o policial foi ferido, mas não resistiu e morreu no local. Contreiras tinha 36 anos de idade e já é o 40º policial militar morto no Rio de Janeiro desde o início do ano.

Leia também: Chacinas dobram e tiroteios aumentam após intervenção no Rio de Janeiro

Operação também na zona norte do Rio

Também nesta manhã, uma outra operação da Polícia Militar contra o roubo de cargas no Complexo do Lins, na zona norte do Rio, causou a interdição total da Estrada Menezes Côrtes, conhecida como Grajaú-Jacarepaguá, por mais de três horas. 

A via foi fechada por medida de segurança devido a um tiroteio entre policiais e criminosos que dominam as 12 comunidades da região. As interdições na Grajaú-Jacarepaguá e na Linha Amarela  refletiram no congestionamento na maior parte da capital fluminense ao longo desta manhã.

Leia também: STJ permite que distribuidoras cortem de luz de consumidores que fizerem 'gato'

*Com informações da Agência Brasil

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.