Tamanho do texto

Conhecido como um dos "irmãos Cravinhos", que participou do assassinato do casal von Richthofen, ele estava em regime aberto desde agosto de 2017

Em regime aberto, Cristian Cravinhos é flagrado com arma e munições que pertencem ao Exército
Reprodução/Record TV
Em regime aberto, Cristian Cravinhos é flagrado com arma e munições que pertencem ao Exército

Conhecido como um dos “irmãos Cravinhos” que foram responsáveis pelo assassinato dos pais de Suzane von Richthofen, Cristian Cravinhos, 43 anos, foi preso na madrugada desta quarta-feira (18) em Sorocaba, no interior do estado de São Paulo.

Leia também: Irmão de Suzane von Richthofen, Andreas Albert, é encontrado na Cracolândia

Segundo a Polícia Militar, a equipe recebeu uma denúncia de briga de casal no bairro Trujillo. Ao chegar ao local, os policiais encontraram apenas uma moto, mas um pouco mais adiante, Cravinhos foi avistado discutindo com uma mulher.

Ao ser abordado, Cristian teria se identificado como um dos “irmãos Cravinhos” e oferecido R$ 1 mil para não ser preso. Ele ainda teria dito que conseguiria mais R$ 2 mil com seu irmão, Daniel, também condenado pela morte do casal von Richthofen.

Ele foi preso em flagrante por portar arma de fogo e tentar subornar policiais, além de ser suspeito de ter agredido a mulher. Cristian foi flagrado com um revólver e munição de uso exclusivo do Exército.

O casal foi levado para o 4º Distrito Policial de Sorocaba. Ele ficou preso em uma cela, enquanto a mulher com quem estava discutindo foi liberada e não se sabe se ela prestou queixa por violência doméstica.

De acordo com a Secretaria de Segurança Pública, a audiência de custódia de Cristian será nesta quarta-feira (18) no Fórum de Sorocaba.

Regime aberto

Cristian e Daniel Cravinhos ao lado de Suzane Richthofen, condenados pelo assassinato do casal Marísia e Manfred von Richthofen
Agliberto Lima/Arquivo
Cristian e Daniel Cravinhos ao lado de Suzane Richthofen, condenados pelo assassinato do casal Marísia e Manfred von Richthofen

Na época do crime, o irmão de Cristian era namorado da filha do casal Manfred e Marisa, Suzane von Richthofen . Foi justamente pela desaprovação desse namoro que, em outubro de 2002, Suzane e Daniel planejaram a morte dos pais da jovem. Christian também participou do crime.

Apesar de ser condenado a 38 anos e seis meses em regime fechado, Cristian foi o primeiro dos três a obter liberdade, em agosto de 2017.

Em janeiro deste ano, Daniel, que também recebeu a sentença de 38 anos e 11 meses, conseguiu obter autorização para cumprir o restante da pena em regime aberto .

Suzane é a única que ainda está presa. Condenada a 39 anos, ela cumpre pena na Penitenciária Feminina de Tremembé, em regime semi-aberto, com direito a estudar e saídas em datas comemorativas.

Leia também: Suzane von Richthofen ganha aval para estudar dentro de cadeia