undefined
Reprodução/Facebook
Sargento da PM, Victor Aleixo foi morto no Morro da Providência, no Rio de Janeiro, neste domingo

Uma troca de tiros entre policiais e criminosos no Morro da Providência, na região central do Rio de Janeiro , terminou com três policiais feridos, na manhã deste domingo. Um dos policiais baleados, porém, não resistiu aos ferimentos e morreu. Com isso, o número de PMs mortos no estado, só nesse ano, chega a 118.

Leia também: Polícia Civil e PF deflagram operações contra o tráfico e o PCC em SP

O sargento Victor Aleixo Oliveira da Costa, que havia chegado no local para socorrer os outros dois feridos, foi baleado na cabeça. Os três foram levados da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) do Morro da Providência para o Hospital Central da Polícia Militar, onde o sargento Aleixo foi dado como morto. A informação foi confirmada pelo 5º Batalhão.

Na mesma ocorrência, uma quarta pessoa, um homem que trabalha como mototaxista na comunidade, foi atingido por uma bala. Ele foi levado ao Hospital Municipal Souza Aguiar e não há informações sobre o seu estado de saúde. 

De acordo com as informações divulgadas oficialmente à imprensa, os policiais foram alvejados enquanto faziam a troca de turno na UPP. O sargento Aleixo foi atingido enquanto prestava auxílio aos outros. 

Leia também: Sete pessoas são encontradas mortas no Rio um dia após PM ser assassinado

Vidas dos policiais 

Na última sexta-feira (10), durante operação na comunidade do Brejal, em São Gonçalo, região metropolitana do Rio, foi assassinado o soldado Joubert dos Santos Lima. Ele estava há quatro anos na Polícia Militar , tinha 26 anos e deixou cinco filhos.

No mês passado, o coronel Luiz Gustavo Teixeira, comandante do 3º Batalhão da PM do Rio , localizado no bairro do Méier, na zona norte da cidade, morreu após sofrer um ataque a tiros, pela manhã, quando passava pela Rua Hermengarda, que dá acesso ao bairro do Lins de Vasconcelos. Outro policial, o cabo Djalma Veríssimo Pequeno, de 36 anos, também foi morto no mesmo dia durante um assalto.

Leia também: Comandante de batalhão da PM do Rio morre vítima de atentado

Após a ação dos criminosos, neste domingo, policiais do Batalhão de Ações Especiais (Bope) deram início a uma ação no Morro da Previdência e do Pinto, na mesma região. O PM morto havia se casado há pouco tempo. 

* Com informações da Agência Brasil.

    Veja Também

      Mostrar mais