Operação da Polícia Federal investiga desvios de R$ 2 milhões de merenda escolar no Amapá
Arquivo/Agência Brasil
Operação da Polícia Federal investiga desvios de R$ 2 milhões de merenda escolar no Amapá

A Polícia Federal deflagra, nesta terça-feira (31), uma operação focada na investigação de um esquema de desvios de recursos destinados à merenda escolar no Amapá . Ao todo, são cumpridos quatro mandados de prisão temporária, sete de condução coercitiva e 18 de busca e apreensão, todos em Macapá .

Leia também: PF cumpre 21 mandados de prisão contra suspeitos de fraudar merenda no Rio

A Operação Senhores da Fome está sendo deflagrada desde as primeiras horas da manhã desta terça. O valor desviado, segundo as investigações, chega a aproximadamente R$ 2 milhões.

A ação “investiga a atuação de empresários, diretores de escolas e servidores da Secretaria de Educação do Estado do Amapá no desvio de aproximadamente R$ 2 milhões, destinados à merenda escolar de vários municípios do estado", diz uma nota divulgada pela PF.

Ainda segundo as investigações, com o desvio, pelo menos 52 escolas da capital do Amapá ficaram sem os alimentos, provindos da agricultura familiar.

As investigações constataram que, no início de 2016, vários diretores de escolas firmaram um termo em que atestavam o recebimento dos alimentos, mas sem que isso ocorresse.

De acordo com a Polícia Federal, algumas dessas entregas de alimentos teriam sido realizadas no período de férias escolares, quando não há alunos nas escolas. Com isso, eles não consumiram os supostos produtos.

Você viu?

Leia também: Homem que pretendia revender 300 kg de salsicha vencida é preso em SP

Em imagens divulgadas oficialmente pela Polícia Federal, é possível notar alguns depósitos de comida na Escola Maria Cavalcante Picanço, em Macapá, totalmente vazios. A Polícia afirma que as demais escolas estão nas mesmas condições. 

Na Operação Senhores da fome, PF investiga esquema de desvio de verba de merenda escolar no Amapá
Divulgação/PF
Na Operação Senhores da fome, PF investiga esquema de desvio de verba de merenda escolar no Amapá

Conforme a conclusão das investigações, o suspeitos poderão responder pelos crimes de peculato, associação criminosa e falsidade ideológica.

Operação Senhores da Fome

A ação foi apelidada Senhores da Fome em referência à falta de comida nas escolas e ao envolvimento de senhores poderosos no desvio dos valores.

Cerca de 100 policiais federais participam da operação, que conta com o apoio do Ministério Público Federal (MPF), do Ministério Público do Estado do Amapá, da Controladoria-Geral da União (CGU) e Tribunal de Contas da União (TCU). 

Leia também: Merendas escolares recebem primeiro reajuste de orçamento em sete anos

* Com informações da Agência Brasil.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários