Ação militar na região da Tijuca, na Zona Norte do Rio de Janeiro ocorrida na tarde deste sábado (23), resultou na morte de três pessoas e aa prisão de outras três, todos suspeitos de envolvimento com o trágfico. Na ação um menino de 13 anos baleado e outras três pessoas feridas. O acidente com o adolescente aconteceu após intensa troca de tiros entre policiais e bandidos no Alto da Boa Vista. Nesta operação dois fuzis foram apreendidos pelos agentes de segurança.

Leia também: Traficante que comandou invasão à Rocinha é preso pela Polícia Civil

Rio de janeiro tem mais um dia intenso com troca de tiros entre bandidos e Polícia Militar
Reprodução O Dia
Rio de janeiro tem mais um dia intenso com troca de tiros entre bandidos e Polícia Militar


O adolescente alvejado no tiroteio foi levado ao quartel do Corpo de Bombeiros mais próximo ao local do confronto entre bandidos e policiais, porém como no local não havia ambulância para o transporte do adolescente ferido, ele foi socorrido por uma viatura, que o encaminhou ao Hospital Souza Aguiar, no Centro do Rio de Janeiro.

A Polícia Militar afirmou à imprensa que o confronto ocorreu após suspeitos encontrarem com policiais em uma saída de mata no Alto da Boa Vista. A troca de tiros foi intensa e segundo relatos dos agentes que participaram da operação, os suspeitos tinham intenção de chegar a outras comunidades do Rio, sendo elas os morros do Turano, no Rio Comprido, Salgueiro, na Tijuca e Formiga, também na Tijuca.

Você viu?

Leia também: Exército captura quatro e apreende fuzil AK47 após novo tiroteio na Rocinha

A Polícia Civil informou que  os criminosos que trocaram tiros com a Polícia no Alto da Boa Vista têm ligação com a quadrilha que está na favela da Rocinha, pois a comunidade de São Conrado é ligada pela mata a vários outros bairros do Rio, através do Parque Nacional da Tijuca. 

Foi informado pela Polícia Militar uma outra ação, sendo essa em Usina, também na Zona Norte do Rio.

Feridos

O adolescente de 13 anos baleado não corre risco de morte, e informações oficiais afiram que o estado de saúde dele é estável. Outras três pessoas chegaram feridas ao Hospital Souza Aguiar, no Centro do Rio. Uma delas, baleada de raspão no rosto, foi liberada em seguida. Também neste sábado, em vários outros locais da cidade do Rio de Janeiro estão sendo registrados tiroteios.

Leia também: "O Rio não está em guerra", diz secretário de segurança do estado após dia tenso

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários