Tamanho do texto

Em operação de combate ao tráfico, a ROTA estoura local do atacado de distribuição de cocaína, apreende 26kg da droga e manda 5 para a cadeia


Patrulha de ROTA
foto: Major PM Luis Augusto Pacheco Ambar
Patrulha de ROTA


05:00hs - Denúncia

Às 5:00 horas da manhã desta terça-feira (4) o telefone da Rondas Ostensivas Tobias de Aguiar (ROTA) tocou. Do outro lado da linha uma pessoa faz uma denúncia anônima, indicando o endereço de uma casa-cofre em Osasco.

Leia também: Um dia na vida de um Policial de ROTA

Diferente dos locais que os marginais costumam alugar por alguns dias, para servir de apoio à ações criminosas curtas, a casa-cofre faz parte de uma operação logística mais sofisticada, e é utilizada por prazos mais longos.

“Esses imóveis recebem uma série de elaboradas alterações estruturais para que os traficantes ocultem grandes quantidades de drogas e armamentos, servindo como uma espécie de armazém do atacadisda da droga” explica o Tenente PM  Bernardes, Comandante de Pelotão, composto por cinco viaturas e vinte PMs de ROTA.

Os esconderijos construídos nas casas-cofre vão desde os clássicos assoalhos e paredes com fundos falsos, até locais com complexos sistemas de abertura, como o da tomada elétrica que ao ser removida de determinada forma, dá acesso a um nicho secreto de armazenamento. (Veja a matéria que mostra esse sistema  clicando aqui. )

Nessa casa-cofre, que os PMs do Batalhão Tobias de Aguiar tinham como alvo, o esconderijo foi feito num local totalmente inesperado, muito bem disfarçado e que dificilmente seria descoberto numa busca.

Policial de ROTA
foto: Major PM Luis Augusto Pacheco Ambar
Policial de ROTA

06:30hs - Início

O Pelotão do Tenente PM Bernardes entrou silenciosamente na rua do alvo às 6:30 da manhã, e de longe avistou um cidadão saindo de uma casa, caminhando com uma mochila. Ao perceber a chegada dos PMs, o indivíduo correu de volta para dentro da casa, a mesma da denúncia. Imediatamente o status do cidadão em fuga recebeu o primeiro de três “upgrades” do dia: de cidadão ele se tornou um suspeito . As cinco viaturas aceleram e alcaçam a casa em segundos. Vinte Policiais Militares de ROTA desembarcam rapidamente e cercam a casa. A operação “Casa-Cofre Osasco” teve início.

Leia também: Polícia Militar versus "fake news", entenda

Enquanto o Sargento PM Gileno e seus homens saem em perseguição ao suspeito da mochila que havia fugido, o Tenente PM Bernardes dá a ordem para o resto do seu Pelotão invadir a casa-cofre.

“Quando entramos, nos deparamos com três mulheres enchendo sacos plásticos com 1,5kg de cocaína cada, e acomodando-os em mochilas semelhantes àquela que o fugitivo levava. Elas estavam nervosas e quase que imediatamente nos mostraram o cofre (local do esconderijo)”, relata o Tenente.

Na sequencia, o Sargento PM Gileno volta para a casa-cofre, trazendo o suspeito da mochila, que agora recebia o segundo “upgrade” do dia: ele passa de suspeito para detido .

O Tenente PM Bernardes continua seu relato: “As mulheres disseram que o grosso da cocaína ficava num compartimento abaixo de um vaso sanitário que funcionava normalmente. Fomos até o banheiro e removemos a privada. Para nossa surpresa, encontramos dezenas de pacotes de cocaína”.

O cofre das drogas ficava escondido abaixo de um vaso sanitário que funcionava normalmente
Divulgação/ROTA
O cofre das drogas ficava escondido abaixo de um vaso sanitário que funcionava normalmente
Parte dos 26kg de cocaína pura apreendida que ficava escondida abaixo do vaso sanitário
Divulgação/ROTA
Parte dos 26kg de cocaína pura apreendida que ficava escondida abaixo do vaso sanitário
Mochilas usadas para o transporte de quantidades menores da droga para os pontos de venda do varejo
Divulgação/ROTA
Mochilas usadas para o transporte de quantidades menores da droga para os pontos de venda do varejo

Enquanto isso, o detido ganhava seu terceiro e último “upgrade” do dia, recebendo o honroso título de detido-delator , já que ele decidiu confessar que não estava sozinho e delatou o local onde seu comparsa estava escondido: embaixo de uma caixa d’água, num terreno baldio perto da casa-cofre. Os PMs de ROTA detiveram o outro indivíduo em minutos.

09:00hs - Fim

Em menos de três horas, a operação “Casa-Cofre Osasco” chegou ao final com o saldo de 5 pessoas presas, 26kg de cocaína pura apreendida e o estouro de um centro de distribuição de traficantes.

Leia também: Curso de Direção Policial: use as técnicas da ROTA para dirigir seu carro

Mais uma vez a Polícia Militar de São Paulo, dá um recado claro para os traficantes: essa atividade criminosa que tanto mal faz à nossa sociedade não é tolerada e será energicamente combatida. A droga apreendida será destruída e os envolvidos na sua produção, armazenamento, transporte e venda receberão uma passagem de ida para a cadeia, cortesia da ROTA.

Viaturas de ROTA saindo do Quartel
foto: Major PM Luis Augusto Pacheco Ambar
Viaturas de ROTA saindo do Quartel


    Notícias Recomendadas

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.