Tamanho do texto

No Twitter, não se fala em outra coisa pela manhã além da 'friaca' que atinge todo o País; previsão é de que o começo de julho seja de recordes – e gelado

'Como eu me sinto quando vou abrir a janela do quarto para saber se está frio lá fora'; memes ilustram o frio em todo o Brasil
Reprodução
'Como eu me sinto quando vou abrir a janela do quarto para saber se está frio lá fora'; memes ilustram o frio em todo o Brasil

Se você não saiu de casa nesse fim de semana e teve que ir trabalhar ou estudar nesta segunda-feira (3), não há nada que esteja martelando mais na sua cabeça que a expressão mais falada nesta manhã em todo o Brasil: que frio!

Leia também: Cúpula do transporte rodoviário do Rio é presa em nova operação da PF

Acontece que uma grande e forte massa de ar polar fará diversas cidades brasileiras experimentarem os dias mais frios do ano agora no início do mês de julho. De acordo com os meteorologistas, capitais de todo o Brasil podem ter recorde de frio até o dia 5 de julho.

Brasileiro que é 'interneteiro' – como ele só – não resiste a momentos assim e logo viraliza a sensação térmica. Por isso mesmo, a expressão 'que frio' figura desde as primeiras horas do dia entre as mais citadas no Twitter, entrando inclusive nos Trending Topics da rede social.

Confira algumas das mensagens sobre a 'friaca' em todo o País, publicadas no Twitter nesta segunda-feira:


Recorde em São Paulo

Neste sábado, a capital paulista registrou a tarde mais fria do ano . De acordo com o Centro de Gerenciamento de Emergências (CGE), que monitora as condições climáticas da capital, a máxima registrada foi de 16°C. “Até então, a tarde mais fria de 2017 era a de 28 de abril, quando a média da temperatura máxima não superou os 16,2°C”, diz nota divulgada.

Não fazia tanto frio desde 25 de setembro do ano passado, quando a máxima não passou dos 15,9°C. O frio se intensificou em São Paulo ao longo de sábado (1), após uma sexta-feira de calor para o inverno. O paulistano que saiu de casa desprevenido com certeza se arrependeu.

“Uma forte massa de ar frio de origem polar que veio na retaguarda da frente fria, que passou rapidamente ontem pelo litoral paulista, derrubou as temperaturas trazendo frio para São Paulo”, explica o meteorologista do CGE, Thomaz Garcia.

O CGE explica que os 16°C são uma média obtida a partir das temperaturas registradas em cada região da cidade. Sendo assim, os termômetros do Jabaquara, na Zona Sul, chegaram a mostrar um número ainda menor: 13,5ºC.

Leia também: Incêndio atinge moradias em favela na Grande São Paulo

Segundo os meteorologistas, desta vez, o ar frio que toma todo o Brasil vem do mar e chega úmido ao continente estimulando a formação de muitas nuvens e névoa que vão roubar o sol de várias capitais.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.