Tamanho do texto

Operação dos Pelotões l e II de Operações com Cães (Canil Central), com 15 policiais e três cachorros, foi comandada pelo Tenente Eduardo nesta sexta

O cão Aruk e o soldado Eduardo mostram drogas e munições encontradas nesta sexta-feira (21) em operação
Divulgação/Canil PMESP
O cão Aruk e o soldado Eduardo mostram drogas e munições encontradas nesta sexta-feira (21) em operação

Ele podia vestir uma grande capa vermelha, sair voando por aí com um uniforme mágico ou, então, ter o poder de prender bandidos com a força da mente. Mas, esse herói decidiu vir a Terra com quatro patas e trabalhar junto da Polícia Militar de São Paulo. E, não se engane, ele é muito mais poderoso do que parece!

Leia também: No Canil da PM, a expressão “melhor amigo do homem” adquire mais intensidade

O herói desta história – e de tantas outras – é o cão Aruk, um esperto pastor holandês, treinado no Canil Central da cidade de São Paulo. No episódio de hoje, ele e uma equipe de bravos homens da PM retiram das ruas drogas, munições e dinheiro sujo do crime. Enquanto os cidadãos paulistanos descansavam em mais um feriado prolongado do País, Aruk e uma equipe da Polícia Militar descobriram nessa sexta-feira (21) mais um “esconderijo” de delinquentes de São Paulo.

Foram localizados 16 tijolos de maconha, com 1 kg cada, 115 invólucros de maconha e 1.450 invólucros de crack
Divulgação/Polícia Militar
Foram localizados 16 tijolos de maconha, com 1 kg cada, 115 invólucros de maconha e 1.450 invólucros de crack

A operação dos Pelotões l e II de Operações com Cães (Canil Central), com 15 policiais e três cachorros, comandados pelo Tenente Eduardo, estava em patrulhamento nessa sexta e entrou pelo interior da Comunidade do Coruja, na zona norte da capital paulista, em busca de traficantes de droga. Quando andavam pela Rua São Quirino, próxima ao Parque Vila Guilherme, por volta das 17h, o cachorro, junto de seu condutor, Soldado Eduardo, indicou um barraco onde estaria o que toda a equipe estava procurando.

Leia também: Se o problema é sério chame a Polícia Militar. Se é impossível chame o GATE

Assim, os policiais militares conseguiram entrar e surpreender um indivíduo que estava dentro de barraco. “Ele estava no local fazendo ‘segurança’ para as drogas que estavam escondidas”, contou o Tenente Eduardo ao iG. De acordo com informações da PM, logo que entraram no local indicado pelo pastor holandês, foi constatado que o imóvel era destinado ao refino e embalagem de drogas.

Depois de a equipe da Polícia Militar capturar as drogas, o dinheiro e a munição, a ocorrência foi encaminhada ao 20º DP, onde está em andamento
Divulgação/Polícia Militar
Depois de a equipe da Polícia Militar capturar as drogas, o dinheiro e a munição, a ocorrência foi encaminhada ao 20º DP, onde está em andamento

Ainda segundo as informações do Tenente, na operação realizada nessa sexta-feira, foram localizados nada menos que: 16 tijolos de maconha, com aproximadamente 1 kg cada, 115 invólucros de maconha e 1.450 invólucros de crack. Além disso, os policiais encontraram R$ 98, sete munições de calibre 32, três munições de calibre 38, 46 munições de calibre 22 e três balanças de precisão.  

Leia também: ROTA: Algumas instituições ainda funcionam no Brasil

Depois de apreender as drogas, o dinheiro e a munição, a ocorrência foi encaminhada ao 20º DP, onde está em andamento neste sábado (22). O indivíduo detido já tinha passagem pela polícia por furto e roubo.

Assim, mais uma operação da Polícia Militar do Canil Central termina bem-sucedida contra o crime. E nosso herói Aruk mostra, mais uma vez, que detém de superpoderes.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.