Tamanho do texto

Pela primeira vez, em oito anos de operação, um policial morreu durante uma blitz; termo 'Lei Seca' amanheceu como um dos assuntos mais twittados

Um policial militar foi morto, durante blitz da Operação Lei Seca no Rio de Janeiro
Reprodução/Twitter
Um policial militar foi morto, durante blitz da Operação Lei Seca no Rio de Janeiro

Um policial militar foi morto, durante uma troca de tiros em uma blitz da Lei Seca na Baixada Fluminense, na noite desta terça-feira (4). Essa foi a primeira vez, em oito anos, que um policial morre na operação.

Leia também: Tropa de Elite da PM encontra a "tropa de elite" do crime. Veja resultado

De acordo com a coordenação da Leia Seca , os agentes determinaram que um carro parasse na barreira montada na Avenida Marinho Hemetério de Oliveira, no centro de Queimados, por volta das 22h30.

Os três ocupantes do veículo, no entanto, estavam armados e desobedeceram à determinação de parar. Em vez disso, dispararam contra os policiais. Os agentes reagiram e, no confronto, três pessoas foram baleadas.

Um ocupante do veículo morreu no local e dois policiais militares ficaram feridos, sendo levados para a Unidade de Pronto-Atendimento (UPA) de Queimados.

Leia também: Rota prende traficante que armazenava drogas em botijão de gás falso

Um dos policiais baleados morreu e o outro foi encaminhado para o Hospital Central da Polícia Militar, no centro do Rio, onde continua internado. Seu estado de saúde é estável.

Quarta-feira amanheceu com o assunto em alta

Na manhã desta quarta-feira (5), o termo Lei Seca figurava entre os Trending Topics (TTs) do Twitter como um dos assuntos mais comentados na rede social. Entre as mensagens, internautas prestavam condolências à família do policial morto e elogiavam o trabalho da Polícia Militar.

"Meus sentimentos aos familiares do policial que foi FUZILADO. Se fosse um 'dimenor' traficante e perverso, a gente já sabe, né, o show", escreveu uma pessoa no Twitter. "Cadê a hashtag pro policial morto durante a blitz da operação? Pois é, nunca tem né?", escreveu outro internautas.

Leia também: Comandos e Operações Especiais - Conheça a tropa de elite da Polícia Militar/SP

Outros internautas ainda criticaram a atitude de motoristas que ficam "avisando os amigos do Whatsapp" onde tem blitz da operação. "Fica aí no whatsapp repassando onde tem Lei Seca mesmo, pô. Fica alertando os bêbados, bandidos e os outros errados onde tem PM, comédia!", escreveu um deles.

* Com informações da Agência Brasil.