Tamanho do texto

Detidos vestiam blusas moletom em um dos dias mais quentes do ano na capital paulista quando foram abordados pela equipe Comando 1 de Canil

Polícia Militar encontrou um revólver Rossi, calibre 38, oxidado e com numeração suprimida e duas munições intactas
PM/Divulgação
Polícia Militar encontrou um revólver Rossi, calibre 38, oxidado e com numeração suprimida e duas munições intactas

Policiais do Canil da Polícia Militar prenderam três homens na noite deste sábado (18) na Avenida Engenheiro Caetano Álvares, Zona Norte da cidade de São Paulo. Juliano Pedroso Leite, de 22 anos, Clayton de Sousa Nascimento, de 19, e Carlos de Oliveira Ferreira, de 18, foram detidos por porte ilegal de arma.

Leia mais: No Canil da PM, a expressão “melhor amigo do homem” adquire mais intensidade 

A equipe Comando 1 de Canil se dirigia para a base quando cruzou com os três homens. De acordo com o Tenente Codelo, da Polícia Militar , o fato deles estarem todos com blusas moletom em um dia que fez muito calor em São Paulo os fez desconfiar de que havia algo errado. Após a abordagem, um revólver Rossi, calibre 38, oxidado e com numeração suprimida e duas munições intactas foram encontrados.

Duque, um Pastor Belga Malinois, foi fundamental na contenção dos infratores, disseTenente Codelo
Tenente Codelo
Duque, um Pastor Belga Malinois, foi fundamental na contenção dos infratores, disseTenente Codelo

Quando percebeu que a polícia estava se aproximando, Juliano, que tem passagem criminal por roubo, entregou uma mochila para Carlos, aumentando as suspeitas dos agentes. O mais novo dos três também já conhecido da PM, já que ele tem passagem pela Fundação CASA pelo crime de receptação. Já Clayton tem passagem criminal por receptação.

Leia mais:  Se o problema é sério chame a Polícia Militar. Se é impossível chame o GATE

O Duque, um Pastor Belga Malinois, foi fundamental na contenção dos infratores, afirmou o Tenente Codelo em entrevista ao Portal iG.

“A ocorrência foi apresentada no 20º Distrito Policial, onde o delegado informou que diversos roubos de veículos estavam ocorrendo na região, famosa pela grande quantidade de bares”, relatou o Tenente Codelo. Ele também disse que os três detidos permanecem à disposição da Justiça e serão encaminhados para audiência de custódia em 20 de fevereiro.

O que acontece com a arma?

Após a detenção dos envolvidos, a arma apreendida será periciada, explicou Tenente Codelo. “Ela ficará à disposição do juiz competente como prova do crime ao longo de toda a persecução criminal e, posteriormente, será encaminhada ao Exército para ser destruída.”

Leia também: Saiba o que é a homenagem final da PM chamada de "Minuto de Sirene"

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.