Um acidente da altura da ponte Cidade Jardim, na Marginal Pinheiro, em São Paulo, marcou o início dos novos limites de velocidade nas marginais instituídos pelo programa Marginal Segura, da Prefeitura de São Paulo. Um automóvel, que transitava na pista expressa da Marginal Pinheiros, bateu em uma mureta de proteção após o motorista perder o controle do carro.

LEIA MAIS: Em São Paulo, muro da Avenida 23 de Maio amanhece manchado após revitalização

undefined
shutterstock
São Paulo tem novos limites de velocidade nas marginais


Após a colisão com a mureta, o carro acabou acertando uma viatura da Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) que acompanhava a equipe da prefeitura que mudava as placas de sinalização com os novos limites de velocidade , que passaram a valer nesta quarta-feira (25). Segundo a assessoria de imprensa da CET, a equipe que estava no local informou que o motorista do automóvel apresentava sinal de  embriaguez. Foi informado ainda que não houve vítimas no acidente e que o boletim de ocorrência foi registrado 15º Distrito Policial do Itaim Bibi.

 A assessoria informou que os agentes que estavam no local do acidente relataram que o motorista se ausentou do local, tendo uma pessoa ou o próprio motorista, retornado horas depois ao local do acidente.

LEIA MAIS: São Paulo tem programação especial no aniversário de 463 anos; confira

Briga na justiça

A retomada dos antigos limites de velocidade – 90, 70 e 60 quilômetros, respectivamente envolveu muita polêmica. Na terça-feira (24) a Justiça de São Paulo concedeu nova liminar que liberou o aumento da velocidade nas vias marginais da capital paulista. Na última sexta-feira (20),  o juiz Luis Manuel Fonseca Pires se posicionou contra o programa Marginal Segura, que muda os limites de velocidades nas pistas das marginais.

Na quarta-feira (24), a desembargadora Flora Maria Nesi Tossi Silva, da 13ª Câmara de Direito Público do Tribunal de Justiça de São Paulo, acatou o recurso da prefeitura de São Paulo para que os limites fossem alterados.  A ação contra o aumento foi movida pela Associação dos Ciclistas Urbanos de São Paulo (Ciclocidade).

O prefeito de São Paulo, João Doria, elogiou a decisão da Justiça que autorizou o aumento dos limites de velocidade.  "Eu havia anunciado para vocês a nossa confiança de que a liminar seria derrubada, como foi, por uma desembargadora que, de forma muito conscienciosa, analisou todo o projeto, entendeu que não há nenhum risco iminente para a requalificação das velocidades nas marginais”, disse Doria na tarde de ontem (24) após visitar a Fábrica do Samba, na zona oeste de São Paulo.

 * Com informações da Agência Brasil 

LEIA MAIS: Doria institui cobrança adicional em terminal de ônibus na zona leste de SP

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários