undefined
Ricardo Stuckert/ Instituto Lula 02.10.2016
Ex-primeira dama Marisa Letícia, mulher do ex-presidente Lula, sofreu um acidente vascular cerebral (AVC) hemorrágico

A ex-primeira-dama Marisa Letícia, mulher do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), sofreu um acidente vascular cerebral (AVC) hemorrágico e foi internada no Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, na tarde desta terça-feira (24).

Lula, Marisa Leticia, Palocci e outras 4 pessoas são indiciados pela PF

Ela chegou consciente e foi levada diretamente para a sala de cateterismo, onde os médicos tentam estancar a hemorragia. Por meio de sua página no Facebook, o ex-presidente Lula  confirmou que Marisa havia sido hospitalizada. "Estamos torcendo muito para que ela se recupere logo", informou na publicação.

O Instituto Lula, por meio de sua assessoria de imprensa, confirma a internação da ex-primeira-dama, que tem 66 anos.

Boletim médico

O hospital Sírio-Libanês divulgou durante a noite um boletim médico em que informou que Marisa Letícia deverá continuar em tratamento intensivo por tempo indeterminado. De acordo com informações do hospital, a ex-primeira-dama passou por uma cirurgia endovascular (cateterismo) para fechamento do aneurisma.

“A paciente Marisa Letícia Lula da Silva deu entrada no Hospital Sírio-Libanês na tarde desta terça-feira com hemorragia cerebral por ruptura de um aneurisma. Foi imediatamente submetida a um atendimento de emergência, seguido de cirurgia endovascular (embolização) e oclusão do aneurisma. Deverá seguir em tratamento intensivo por tempo indeterminado”, afirma o boletim. 

Marisa Letícia está sendo tratada pelas equipes dos médicos Roberto Kalil Filho, Milberto Scaff, Marcos Stávale e José Guilherme Caldas.


AVC hemorrágico

De acordo com o neurologista Custódio Michailowsky, há dois tipos de Acidente Vascular Cerebral (AVC), o isquêmico e o hemorrágico, ambos costumam ser quadros graves e que requerem atendimento imediato.

Lula processa promotor de SP por danos morais e pede indenização de R$ 1 milhão

Segundo o doutor do Centro de Dor e Neurocirurgia Funcional do Hospital 9 de Julho, o AVC hemorrágico é mais raro e mais grave, sendo caracterizado pelo rompimento dos vasos no cérebro.

*Com informações da Agência Brasil

    Leia tudo sobre: Lula

    Veja Também

      Mostrar mais