Tamanho do texto

Polícia Federal e Ministério Público Federal abriram inquéritos para apurar as causas do acidente aéreo que matou o ministro do STF, Teori Zavascki

Acidente matou o ministro Teori Zavascki e outras quatro pessoas
Reprodução/Twitter
Acidente matou o ministro Teori Zavascki e outras quatro pessoas


A Polícia Federal e o Ministério Público Federal em Angra dos Reis abriram inquéritos para investigar as causas do acidente aéreo que matou o ministro do Supremo Tribunal Federal Teori Zavascki. O inquérito foi aberto no MPF pela procuradora da República Cristina Nascimento de Melo. Além disso, uma equipe de policiais federais especializados nesse tipo de apuração também foi até a região do ocorrido. 

LEIA TAMBÉM: Filho de Teori Zavascki confirma morte de ministro

Teori Zavascki morreu na tarde desta quinta-feira (19), aos 68 anos. Além do relator das investigações da Operação Lava Jato na Suprema Corte, mais três pessoas estavam no avião, que, no instante da queda, perto da Ilha Rasa, já se preparava para pousar no aeroporto de Paraty (RJ).

Embora o regimento interno do STF preveja que o ministro substituto deva herdar os processos em caso de uma cadeira vaga, existe a possibilidade de que algumas ações sejam redistribuídas para outros ministros do tribunal.

Devido à grande responsabilidade de Teori sobre os processos da Operação Lava Jato no STF, que envolvem acusados com foro privilegiado, associações de juízes cobraram uma investigação das circunstâncias da queda da aeronave. 

LEIA TAMBÉM: Temer lamenta morte de Teori Zavascki e declara luto oficial de três dias

Acidente aconteceu na tarde de quinta-feira (19)

Um avião bimotor caiu na tarde desta quinta-feira (19) em Paraty, na região da Costa Verde fluminense. Entre os quatro passageiros, estava o ministro do Supremo Tribunal Federal, Teori Zavascki, que morreu no acidente aéreo. De acordo com a Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero), a aeronave decolou às 13h01 do Campo de Marte, em São Paulo, com destino a Paraty.

No momento do acidente, a região estava em estado de atenção por causa da forte chuva. O Corpo de Bombeiros informou que o avião caiu no mar, próximo à Ilha Rasa, e estava parcialmente submerso. Além dos bombeiros da cidade, homens do quartel de buscas e salvamento da Barra da Tijuca, no Rio, haviam se deslocado para o local para auxiliar nas buscas. 

LEIA TAMBÉM: Empresário, dono de avião também é vítima do acidente que matou ministro do STF

Após o acidente, muitas pessoas passaram a levantar a teoria conspiratória de que poderia ter acontecido uma "sabotagem" com a queda da aeronave onde estava o ministro do STF, já que Teori Zavascki é o relator da Operação Lava Jato.

*Com informações da Agência Brasil