Tamanho do texto

De acordo com o Centro de Sismologia da USP, epicentro do tremor se deu na cidade de Belágua (MA), às 10h43; não há relatos sobre vítimas ou danos

Mapa do Centro de Sismologia da USP aponta localidades em que internautas relataram tremor nesta terça-feira (3)
Reprodução/Centro de Sismologia da USP
Mapa do Centro de Sismologia da USP aponta localidades em que internautas relataram tremor nesta terça-feira (3)

Foi registrado na manhã desta terça-feira (3) um tremor de magnitude 4.6 em cidades do Maranhão e do Piauí. De acordo com o Centro de Sismologia da Universidade de São Paulo (USP), o fenômeno ocorreu às 10h43 desta manhã e teve seu epicentro no município de Belágua (MA), a cerca de 90 quilômetros da capital do estado, São Luís. Até o momento não houve relatos sobre vítimas ou danos materiais provocados pelo tremor. 

O Centro de Sismologia da USP disponibilizou um mapa interativo para usuários relatarem onde sentiram os tremores. Até as 13h desta terça-feira, moradores de 12 cidades já haviam confirmado que sentiram o tremor. A maioria dos relatos veio do Maranhão .

LEIA TAMBÉM:  Líderes de rebelião em Manaus vão para presídios federais, diz ministro

"Estava no local de trabalho e senti a mesa do computador balançando um pouco, a cadeira da qual eu estava sentado também. Mas apenas pensei que fosse algum caminhão muito pesado passando na avenida do instituto onde trabalho. Cerca de 20 minutos depois, uma amiga em outra cidade (Presidente Vargas-MA) mandou uma mensagem assustada relatando o tremor. Foi então que associei com o que havia ocorrido", relatou Saymon Lisboa, morador de Pinheiro (MA).

Alguns internautas relataram que alguns prédios foram esvaziados em Teresina, mas a informação não foi confirmada oficialmente.

Memes

O inusitado fenômeno em território brasileiro rendeu brincadeiras na internet. Muitos internautas lembraram da lenda regional da serpente encantada de São Luís. De acordo com a história, uma serpente gigante vive sob a área da capital maranhense e cresce sem parar. O conto versa que, no dia em que a cabeça e a cauda do animal se encontrarem, a ilha de Upaon-Açu, onde São Luís está situado, irá afundar. Confira outras brincadeiras sobre o fenômeno:



Como acontece um terremoto

Os terremotos são formados a partir de fortes deslocamentos de placas gigantescas debaixo da terra. Quando isso ocorre, a energia que estava acumulada no local é liberada sob forma de ondas elásticas. Elas se espalham em todas as direções, fazendo a terra tremer.

Cerca de 90% dos tremores ocorrem ao longo das linhas de colisão entre as placas tectônicas, que passam por vários países.

"Fábrica de tortura que cria monstros", diz padre que visitou presídio em Manaus

A linha de colisão entre as placas dos oceanos Atlântico e Pacífico percorre toda a costa oeste das Américas do Norte, Central e Sul.

Portanto, os países que ficam ao longo dessas falhas, como Estados Unidos, México, Guatemala, Nicarágua, El Salvador, Peru e Chile, têm recebido ao longo dos anos os mais devastadores terremotos de que se tem registro no continente americano.

Brasil, Argentina, Uruguai e a costa leste dos EUA dificilmente têm terremotos justamente porque estão localizados no meio da placa do Atlântico, cuja borda leste está enterrada no meio do oceano.