Tamanho do texto

Em entrevista coletiva, o novo prefeito da capital paulista anunciou as sete medidas iniciais de seu governo; áreas da Educação e da Saúde serão foco

Doria afirmou que cada secretaria do município deverá contar com gestor econômico a fim de reduzir custos
Reprodução/TV Globo - 02.01.2017
Doria afirmou que cada secretaria do município deverá contar com gestor econômico a fim de reduzir custos

Logo após uma primeira reunião com seu secretariado, o novo prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB), concedeu uma entrevista coletiva para anunciar o que chamou de "sete pontos iniciais" do seu governo.

+ Doria se veste de gari e diz que vai limpar SP todas as semanas

A entrevista, que começou às 12h20 desta segunda-feira (2), primeiro dia útil de Doria na prefeitura da capital paulista, contou com a presença do vice-prefeito Bruno Covas e de secretários municipais.

Uma das medidas anunciadas é o corte de 15% nos valores de todos os contratos da prefeitura - exceto os relacionados às áreas da Saúde, Educação e Transporte. Para o prefeito, isso não representa um prejuízo aos contratos, mas uma "readequação".

Além disso, o prefeito paulista anunciou também o corte de 30% dos cargos comissionados. Todos os secretários e presidentes das empresas receberam tal orientação. De acordo com o secretário municipal de Gestão, Paulo Uebel, o prazo para tal redução será de 180 dias.

Outra medida adotada pela nova gestão da prefeitura será a criação do cargo "gestor de economia". Segundo Doria, toda a Secretaria terá um gestor que será responsável pela economia de despesas de cada órgão municipal. A cada reunião secretarial, que acontecerá semanalmente, os "gestores de economia" terão que reportar quais foram as economias realizadas em suas secretarias.

+ Herança de Haddad para o prefeito gestor: desafios de Doria no começo do mandato

A intenção da prefeitura é de criar 66 mil novas vagas em creches, através da Secretaria da Educação. Doria afirmou que o prazo para a criação dessas vagas será de 12 meses e que tal programa contará com o apoio do setor privado.

Além disso, Doria e seus secretários anunciaram ainda a redução de 1.300 veículos alugados. Nessa redução, não estão incluídos os carros responsáveis pela segurança da cidade.

Saúde e urbanismo

A prefeitura de São Paulo também implantará os mutirões Calçada Livre e o da Saúde.

No próximo dia 8, na zona leste da capital, será inaugurado o mutirão da calçada, que focará na restauração das calçadas de toda a cidade.

+ Após diplomação em SP, Doria afirma que vai cumprir promessas de campanha

Para a Saúde, Doria promete zerar as filas para a realização de exames no serviço público municipal. O prazo que o novo prefeito da capital paulista deu para que as filas fossem extintas foi de 90 dias.