Jair Bolsonaro
O Antagonista
Jair Bolsonaro

O presidente Jair Bolsonaro disse neste sábado (22) que a Covid-19 matou "um número insignificante" de crianças. Ele segue sendo contra vacinação infantil, mesmo após aprovação da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária). 

Dados levantados pelo Poder360 até 29 de novembro indicam que 558 crianças de 5 a 11 anos morreram da doença no Brasil. O Ministério da Saúde registra 311 óbitos de crianças durante a pandemia. 

“Algumas morreram? Sim, morreram, lamento profundamente, mas é um número insignificante, tem que levar em conta se elas tinham comorbidade também”, disse em conversa com jornalistas em Eldorado (SP) um dia após a  morte de sua mãe .

Segundo ele, a internação de crianças não comprometeu o número de leitos disponíveis para pacientes de Covid. 

Leia Também

“Eu quero a paz, a tranquilidade, que a população decida seu destino. Se você analisar 2020 e 21, mesmo na crise do coronavírus, ninguém ouviu dizer que estava precisando de UTI infantil, não teve”, afirmou.

Em reunião realizada nesta quinta, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa)  aprovou a CoronaVac para crianças e adolescentes de 6 a 17 anos.  Para crianças de 5 anos será aplicado o imunizante da Pfizer.


    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários