Paulo Sérgio Nogueira de Oliveira, comandante-geral do Exército
Marcelo Camargo/ Agência Brasil
Paulo Sérgio Nogueira de Oliveira, comandante-geral do Exército


O comando do Exército divulgou novas diretrizes para o combate à Covid-19 e uma delas é a exigência de vacinação para o retorno às atividades presenciais. Os militares deverão provar que já receberam as doses da vacina para retomar seus postos de trabalho


Assinado pelo general Paulo Sérgio Nogueira de Oliveira, comandante da Força, o documento destaca a importância da imunização, com respeito às normas sanitárias impostas pelos estados e municípios, além de atender às recomendações do Ministério da Saúde. 


Outras orientações também reforçam a necessidade de distanciamento social, uso de máscaras e proíbem a disseminação de fake news relacionada à pandemia. De acordo com a TV Globo, o documento possui 52 pontos, entre eles a obrigatoriedade de teste RT-PCR feito até 72 horas antes do embarque para os militares e servidores que retornarem de viagem internacional.

Leia Também


Ademais, o comandante indica que a manutenção das missões internacionais que ainda não foram iniciadas passarão por análise. O Exército vai adotar o mesmo procedimento com a realização de seminários, palestras, solenidades e confraternizações que promovam aglomeração de pessoas.

Negacionistas no Exército

O documento vem à tona quatro dias após o portal Metrópoles divulgar que  32,3 mil membros do Exército ainda não se vacinaram contra a Covid-19. A publicação apurou também que 4,3 mil oficiais da Aeronáutica recusaram a imunização.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários