Eduardo
Eduardo Bolsonaro (PSL-SP)
Eduardo

A demissão de um professor de Criciúma, que exibiu um vídeo de temática LGBTQIA + em sala de aula, foi apoiada pelo deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP).

Por meio de sua conta no twitter, o parlamentar escreveu: "vídeo pornográfico em escola de Criciúma. Não é a toa que o Brasil ocupa as últimas posições no PISA (tradução da sigla do Programa Internacional de Avaliações dos Estudantes). O município acertou em demitir o tal professor, que sirva de exemplo para não tentarem sexualizar crianças em escolas".

O caso ocorreu na última semana, na Escola Municipal Pascoal Meller. Na ocasião, o professor exibiu a adolescentes de 14 e 15 anos uma série de vídeos, entre eles o clipe "Etérea", de Criolo, que aborda diversidade e chegou a ser indicado ao Grammy Latino em 2019.

Após o ocorrido, o prefeito de Criciúma, Clésio Salvaro (PSDB), demitiu o professor e afirmou "não tolerar viadagem". A partir daí, o comandante da cidade passou a ser investigado pelo Ministério Público de Santa Catarina (MPSC). 

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários