Rodrigo Pacheco, presidente do Senado
Jefferson Rudy/Agência Senado
Rodrigo Pacheco, presidente do Senado

O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco, negou que as próximas eleições serão feitas com emissão do voto em papel. A fala teria sido dita em jantar com grupo de advogados, informa a colunista Mônica Bérgamo, da Folha de São Paulo. 

O presidente da República Jair Bolsonaro defende a ideia que, além de ser rejeitada em Comissão na Câmara, foi recusada também em plenário. A fala de Pacheco não indica para sucesso no Senado. Bolsonaro chegou a ameaçar que sem a emissão de papel não haveriam eleições em 2022.

O encontro com advogados teria sido mediado por Gilberto Kassab, presidente do PSD, que vê em Pacheco o candidato ideal para a presidência. 

Segundo a colunista, o presidente do Senado almoçou neste sábado no restaurante Cantaloup com os advogados Antônio Claudio Mariz de Oliveira, Pierpaolo Bottini, José Luis Oliveira Lima, Alberto Toron, Gustavo Badaró, Ricardo Penteado, Augusto Arruda Botelho, Sergio Renault, Marcos da Costa e Viviane Girardi, que preside a Associação dos Advogados de São Paulo.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários