Força do Afeganistão temem a retirada dos EUA do país
Saifurahman Safi/Xinhua
Força do Afeganistão temem a retirada dos EUA do país

No último domingo, 01,  o Talibã, movimento fundamentalista islâmico nacionalista, progrediu na busca pelo controle das províncias do Afeganistão. As cidades de Kandahar, Herat e Lashkar Gah, localizadas no sul e no oeste afegão, foram sede dos confrontos contra o governo.

O domínio dessas regiões é essencial para os talibãs conseguirem o controle de todo o Afeganistão. Ademais, eles já coordenam mais da metade do território afegão, até mesmo as fronteiras consideradas lucrativas com o Irã e o Paquistão.

O confronto continua no interior da cidade de Lashkar Gah. Segundo testemunhas, o grupo chegou a poucos metros da sede do governo antes de ser obrigado a recuar.

Rebeldes foram mortos por conta de bombardeios realizados pelos Estados Unidos, de acordo com Forças do governo afegão.

Em Kandahar, segunda maior cidade afegã, dois mísseis atingiram a pista do aeroporto local, causando a interrupção de todos os voos. A estrutura do aeroporto abriga uma base aérea primordial para o abastecimento das tropas do governo.

Você viu?

O município de Kandahar tem sido o principal foco dos fundamentalistas, pois, de acordo com especialista, é lá que os Talibãs pretendem fazer sua capital. Além disso, o grande número de civis impossibilita que o governo utilize de toda sua força militar. 

Estados Unidos

As tropas dos Estados Unidos e da OTAN ocuparam o Afeganistão em 2001 e tiraram o Talibã do poder, que governava o país desde 1996.

Entretanto, apesar de bilhões de dólares investidos na força militar nacional do Afeganistão, o grupo fundamentalista tem conseguido recuperar o poder gradativamente. 

Em julho, o presidente americano Joe Biden afirmou que o exército americano vai se retirar oficialmente do Afeganistão dia 31 de agosto.

Organizações humanitárias e ex-militares receiam que a retirada dos EUA faça com que os conflitos piorem nos próximos meses.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários