Estátua de Borba Gato após o incêndio
Turco
Estátua de Borba Gato após o incêndio

Em dia de protesto contra o presidente Jair Bolsonaro , manifestantes atearam fogo na estátua de Borba Gato , situada no bairro de Santo Amaro, na capital paulista . Uma bandeira com os dizeres “Revolução Periférica” também foi estendida no local. Ontem (23), a página do Instagram do coletivo  divulgou um vídeo perguntando: "Você sabe quem foi Borba Gato?".

Segundo Felipe Cury, jornalista da TV Globo, "um grupo de umas 15 pessoas " incendiou o monumento. Alguns minutos depois o fogo foi contido pelo Corpo de Bombeiros e o trânsito na avenida Adolfo Pinheiro liberado. Cerca de 30 polícias estiveram no local. 

A obra de Júlio Guerra, inaugurada em 1963, já foi alvo de outros protestos no passado, como um banho de tinta em 2016.

Veja o vídeo:



A estátua é controversa por conta do passado dos bandeirantes. Eles são responsáveis por muito mais que simplesmente adentrar o território brasileiro. Também capturavam e escravizavam indígenas e negros encontrados pelo caminho, quando não os matavam em confrontos sangrentos, dissipando etnias. Estupraram e traficaram mulheres indígenas, além de roubar minas de metais preciosos nos arredores das aldeias.

Você viu?

Segundo o historiador Laurentino Gomes, "estátuas, prédios, palácios e outros monumentos são parte do patrimônio histórico. Devem ser preservados como objetos de estudo e reflexão".





    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários