Damares Alves, ministra da Mulher, Família e Direitos Humanos
Alan Santos/PR
Damares Alves, ministra da Mulher, Família e Direitos Humanos

Em meio ao lançamento do projeto Casa da Mulher Brasileira, em Goiânia, a ministra da Mulher, Família e Direitos Humanos, Damares Alves, afirmou que só um presidente "macho" é capaz de enfrentar a violência contra a mulher no Brasil. 

Durante o evento, que contou com a participação da primeira-dama, Michelle Bolsonaro, do governador Ronaldo Caiado (DEM) e do prefeito de Goiânia, Iris Rezende (MDB), ela garantiu que o governo vai "enfrentar a violência contra a mulher, contra o idoso, contra a criança".

"Foi para isso que esse governo veio. Nós precisávamos de um presidente corajoso. Macho. Pois chegou. Acabou. Nós vamos enfrentar os agressores", apontou.

Ainda durante o encontro, Damares falou sobre o projeto Casa da Mulher Brasileira, alegando que se trata de uma forma de acolher as mulheres em um centro em que encontrem diversos serviços, como assistência contra a violência doméstica. No espaço também funcionará uma defensoria, promotoria, um alojamento provisório, cela para os agressores e um espaço para crianças.

"Estamos trazendo hoje R$ 10 milhões para a construção, em Goiânia, da Casa da Mulher Brasileira. O terreno foi doado pela prefeitura e o governo federal está construindo. Não é só um prédio, é uma política", afirmou.

Além da inaugurada, em Goiás estão previstas outras duas unidades, uma em Jataí, no sudoeste do estado, e outra em Cidade Ocidental, perto do Distrito Federal, ao custo de R$ 800 mil cada. 

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários