O município de Curitiba triplicou o número de infectados pelo novo coronavírus (Sars-coV-2) em menos de um mês. O avanço se tornou motivo de preocupação para o governo da cidade, que alcançou a marca negativa de 3.298 casos de Covid-19 e 116 mortes na última terça-feira (23).

Márcia Huçulak, secretária da Saúde de Curitiba
Câmara Municipal
Márcia Huçulak, secretária da Saúde de Curitiba

"O colapso do sistema de saúde está no horizonte. Se a sociedade curitibana não colaborar, teremos problemas. Tem um grupo negando a gravidade da pandemia", afirmou a secretária de Saúde, Márcia Huçulak , em coletiva.

Antes de triplicar os registros, a capital paranaense levou praticamente dois meses para ultrapassar a marca de mil casos da Covid-19 , em 28 de maio.

O avanço da doença coincide, por exemplo, com o momento posterior à reabertura de shoppings e centros comerciais, no fim do mês passado, e o aumento do movimento na cidade. Porém, há outros fatores como a chegada da onda de casos no inverno - que impulsiona as infecções respiratórias.

"A onda [de Covid-19 ] chegou ao Sul. Lá no início já prevíamos que seria entre o outono e o inverno. A média de casos nesta semana está absurdamente alta", avaliou a secretária de Saúde de Curitiba .

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários