Banheiro público
Reprodução/Shutterstock
Não há casos registrados de pessoas que tenham se contaminado em banheiros de uso coletivo

Um estudo publicado na revista científica Physics of Fluids revela que banheiros públicos podem ser ambientes de propagação para o novo coronavírus (Sars-CoV-2). Simulações mostram que, após dar a descarga com a tampa do vaso sanitário levantada, a nuvem de gotículas é propagada no ambiente pela turbulência. Dessa forma, elas podem ser inaladas ou cair nas superfícies do banheiro, causando eventuais contaminações.

Leia mais:

Isso ocorre por conta do vórtice que é formado durante a descarga . Segundo o estudo, as gotículas podem ser erguidas a altura de quase um metro, e permanecem flutuando no ar por até um minuto.

Segundo os pesquisadores, este acontecimento físico básico pode ser propagador para a Covid-19, uma vez que o novo coronavírus já foi encontrado nas fezes de pessoas infectadas. Este tipo de transmissão ainda não foi documentado, mas acende o alerta para banheiros públicos. Quanto mais frequente for o uso do banheiro, maior a velocidade do fluxo de aerossóis. 


    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários