Em coletiva realizada nesta sexta-feira (17) no Palácio dos Bandeirantes, o secretário da saúde José Henrique Germann afirmou que a fila de testes atrasados de Covid-19 deve ser zerada na semana do dia 24 de abril. 

Secretário de Saúde do Estado de São Paulo, José Henrique Germann arrow-options
Flickr/Governo do Estado de São Paulo
Secretário de Saúde do Estado de São Paulo, José Henrique Germann

"Nos últimos três dias foram realizados 5.500 testes e existem ainda outros 4.500 em processamento de laudos. O estoque de 17.000 hoje está em 9.400 mil exames, em uma queda de 44% [...] A expectativa é que na semana do dia 24 a gente deve estar zero a zero com os exames existentes", disse Germann.

Veja também: Isolamento social é prorrogado em São Paulo até 10 de maio

O grande problema no atraso da entrega dos testes é que causa defasagem nos números oficiais em relação à quantidade real de contaminados e mortos. De acordo com o último boletim divulgado pela secretaria da saúde, São Paulo conta com 853 mortes provocadas pela Covid-19 e 11.568 casos confirmados de contaminação.

    Veja Também

      Mostrar mais