Agência Brasil

Decisão da Justiça visa evitar surto da covid-19 no sistema carcerário brasileiro
Reprodução/Agência Brasil/Wilson Dias
Decisão da Justiça visa evitar surto da covid-19 no sistema carcerário brasileiro

A desembargadora Salise Monteiro Sanchotene, do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4), decidiu nesta sexta-feira (20) abaixar o valor de fiança para permitir a soltura de um preso em função da pandemia do novo coronavírus. A decisão envolve um homem preso ao dirigir um carro furtado em Santa Catarina.

Bolsonaro vai pedir equipamentos de combate ao coronavírus à China

De acordo com a desembargadora, o crime permite que o acusado seja solto mediante o pagamento de fiança, no entanto, o preso não tinha R$ 15 mil para deixar a prisão.

Você viu?

Nesta semana, o Conselho Nacional de Justiça (CNJ) autorizou juízes a reavaliar prisões provisórias para evitar a propagação do coronavírus nas prisões.

Na decisão, a magistrada reduziu o valor de fiança para R$ 1 mil para permitir que o acusado possa responder ao processo em liberdade, diminuindo a massa carcerária. Ele está preso há 25 dias.

Sobe para 23 os infectados pelo coronavírus na comitiva de Bolsonaro aos EUA

“Embora excepcionais, vigentes exclusivamente durante o período de restrição sanitária em razão da pandemia da covid-19, e sempre com análise de cada caso concreto, registro que tais medidas de prevenção são efetivamente indispensáveis no esforço conjunto nacional a fim de evitar a desenfreada propagação da epidemia e o colapso dos sistemas de saúde”, diz a decisão.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários