Wilson Witzel
Rogério Santana
Governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel

O governador do Rio, Wilson Witzel, afirmou na noite desta segunda-feira que "vê com bons olhos" o lançamento pelo PSDB da candidatura de Gustavo Bebianno à Prefeitura do Rio. Witzel defendeu que os candidatos de centro e direita formem uma coalizão em busca de uma candidatura única contra o prefeito Marcelo Crivella.

Leia também: Operação do MP mira “QG da propina” no governo Crivella

O governador disse que embora o PSC pretenda lançar candidatura própria, ele tem "tremenda afeição pelo PSDB". Witzel não descartou a formação de uma chapa única, unindo os dois partidos e outras legendas como DEM e PSL.

"O PSDB nacionalmente é um grande partido. Lançar um candidato a prefeito no Rio faz parte da democracia, ainda mais para um partido que tem uma tradição no país. Eu sou um social democrata", afirmou Witzel, após participar de evento de lançamento da CNN Brasil . "Acredito que lá na frente podemos sentar e ver no centro se será o caso de convergir para uma candidatura única democrática. Talvez haja uma convergência na formação de um chapão. Eu sou favorável".

Witzel também comentou a queda no preço do petróleo e pregou otimismo ao dizer que acredita que Rússia e Arábia Saudita devem chegar logo a um acordo para resolver a crise, que contribuiu para derrubar as bolsas de valores nos principais países do mundo na segunda. "Acredito que eles vão chegar a um acordo e isso vai se resolver logo, mas estamos nos preparando para uma crise maior".

Leia também: Ministério Público do Rio move ação pelo tombamento do antigo prédio do DOI-Codi

Witzel também disse que espera que o governo do presidente Jair Bolsonaro tome medidas para que os estados produtores de petróleo, como é o caso do Rio, não sejam muito atingidos.

    Veja Também

      Mostrar mais