Autistas passam a ter direito a assento preferencial em São Paulo
Facebook/Reprodução
Autistas passam a ter direito a assento preferencial em São Paulo

As empresas de ônibus da cidade de São Paulo começaram a adicionar o símbolo mundial da conscientização sobre o autismo nos assentos preferenciais do transporte público da capital paulista. A medida é baseada na Lei Estadual nº 16.756 , que torna obrigatória a inserção do símbolo do Transtorno do Espectro Autista (TEA) na indicação de grupos preferenciais em estabelecimentos públicos e privados que disponham de atendimento prioritário.

Leia mais: Helicóptero da PM que levava coração para transplante atinge poste; assista 

O prazo estabelecido pela SPTrans é de que todos os adesivos sejam alterados até o final do primeiro semestre de 2020 . Segundo a lei Estadual, as empresas que descumprirem a norma de atendimento prioritário ou não se adequarem até o prazo estabelecido estarão passíveis de advertências e multas.

Veja mais: Com professores concursados, Pernambuco paga R$ 51 mi para curso de idiomas 

Há também um projeto em andamento para adicionar o símbolo do TEA em estações e trens do Metrô . No entanto, segundo nota divulgada pela companhia, o processo ainda está em fase de avaliação das questões legais, técnicas e de custeio; não há previsão para a conclusão da medida.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários