Agência Brasil

inundação na baixada santista
Governo do Estado de São Paulo/Divulgação
Temporais causaram mortes e destruições nas cidades da Baixada Santista

A Defesa Civil de São Paulo informou que as chuvas extremas que incidiram sobre a região da Baixada Santista na madrugada de terça-feira (3) provocaram, até o momento, 40 mortes (sendo 1 não identificado) e 40 pessoas continuam desaparecidas.

Três municípios foram atingidos pelas chuvas: Guarujá (29 mortes e 40 pessoas não localizadas), Santos (8 mortes) e São Vicente (3 mortes). O número atual de desabrigados é de 253 em Guarujá e 185 em Santos.

39 mortos e 41 desaparecidos: números da tragédia na Baixada Santista após chuva

O estado disponibilizou 30,5 toneladas de materiais de ajuda humanitária aos municípios afetados, sendo: 15,6 toneladas (colchões, cobertores, cestas básicas, roupas, água sanitária, kits de limpeza, kits de higiene e água potável) para o depósito do Fundo Social de Santos de onde serão distribuídos, mediante solicitação, às defesas civis municipais; 11 toneladas para Guarujá; 2,9 toneladas para Peruíbe e 1 tonelada para Santos.

Também foram disponibilizados equipamentos de proteção individual (luvas de raspa e capacetes) e baldes para o mutirão de voluntários que está atuando em apoio às equipes de salvamento em Guarujá.

Previsão

Para este domingo (8), as condições de chuva começam a mudar um pouco, com a ocorrência de pancadas de intensidade fraca-moderada à tarde e à noite por toda a região.

No Rio: Nasceu: após nove meses de interdição, Avenida Niemeyer é reaberta

Apesar do aumento da intensidade, elas ocorrem de forma pontual e rápida, não excedendo os 5mm. Mesmo assim, permanece a atenção quanto a novos deslizamentos por conta do solo continuar úmido na região.

    Veja Também

      Mostrar mais