Tamanho do texto

Denúncia já é a 30ª que tem o ex-governador do Rio de Janeiro como alvo e irregularidades foram cometidas nos anos calendário de 2013, 2014 e 2015

Agência Brasil

O Ministério Público Federal (MPF) denunciou nesta quarta-feira (25) o ex-governador do Rio de Janeiro Sérgio Cabral por prestar informações falsas a autoridades fazendárias e sonegar R$ 10,4 milhões em declarações de imposto de renda dos anos calendário de 2013, 2014 e 2015.  Essa é a 30ª denúncia da qual Cabral é alvo.

O ex-governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral - Valter Campanato Arquivo/Agência Brasil
Condenações do ex-governador do Rio de Janeiro Sérgio Cabral somam mais de 200 anos - Arquivo/Agência Brasil

Cabral já foi condenado 11 vezes em processos movidos pela Força Tarefa da Operação Lava Jato no Rio de Janeiro e suas condenações superam os 200 anos. Nas decisões, o ex-governador foi apontado como chefe de uma organização criminosa que obtinha ganhos ilícitos em contratos de diversos setores da administração estadual.

Leia também: Ex-governador do Rio, Pezão recebeu até R$ 30 milhões em propina, diz delator

Em nota, a defesa de Sérgio Cabral diz que o ex-governador já respondeu por esses mesmos fatos "em inúmeras ações penais ajuizadas".

Leia também: Operador que teria sido usado para pagar Garotinho também deu dinheiro a Cabral

"A multiplicidade de denúncias viola princípios básicos do processo penal e a Constituição, além de comprometer a exata dimensão do ocorrido. Por fim, reitera estar à disposição das autoridades", diz a nota.