Maiores reclamações são de complicação nas vias da zona sul do Rio e filas para a compra do passe para o transporte

Sarita Amoedo e Júlia Gierkens: amigas levaram três horas para chegar até a Cidade do Rock
Vicente Seda
Sarita Amoedo e Júlia Gierkens: amigas levaram três horas para chegar até a Cidade do Rock
Mesmo com o forte esquema de trânsito que bloqueou o acesso de carros nas ruas ao redor da Cidade do Rock, muita confusão atrasou a programação de quem iria assistir aos primeiros shows da noite dessa sexta-feira (23) no Rock in Rio .

Acesse o especial Rock in Rio

Uma família de turistas de Brasília, hospedada em Ipanema, na zona sul, levou cerca de três horas para fazer o percurso que demoraria, sem trânsito, a metade do tempo.

Paulo Brito, a mulher Desiree e as duas filhas chegaram cansados ao evento. "O trânsito deixou a gente sem o clima que estava antes. Demoramos duas horas na fila e mais três para chegar aqui. No total, são umas cinco horas desde que saimos de casa, quando ainda tinha sol", contou o brasiliense.

Eles pagaram, cada um, R$ 20 pela passagem em ônibus especial. E ainda não sabiam como fariam para, no final da noite, voltar para casa evitando o estresse da vinda.

As estudantes Sarita Amoedo e Julia Gierkens também levaram cerca de três horas para chegar ao local, por volta das 20h30, quando os Paralamas do Sucesso e os Titãs já haviam encerrado a abertura do palco principal. "Não imaginava que seria tão complicado de chegar. Acho que faltou organizarem a saída de veículos da zona sul, onde demoramos mais tempo para chegar", lamentou Julia, que chegou em um outro ônibus, também saído de Ipanema.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.