Quatro de nove deputados eleitos do PRB têm problemas na Justiça

Políticos são suspeitos de irregularidades que variam de formação de quadrilha e corrupção a envolvimento no caso dos Sanguessugas

iG Rio de Janeiro |

Quatro dos nove deputados federais eleitos pelo PRB este ano são suspeitos de irregularidades. Reeleito com 162.667 votos, o deputado federal Antonio Bulhões (SP) está envolvido na denúncia do Ministério Público contra o bispo Edir Macedo e outros dirigentes da Universal, por formação de quadrilha e lavagem de dinheiro.

Davi Alcolumbre (AP) é suspeito de corrupção passiva na Operação Pororoca, da Polícia Federal, por fraude em licitações, em inquérito do Supremo Tribunal Federal (STF). A investigação apura o desvio de R$ 103 milhões, em obras públicas no Amapá.

Pastor Heleno (SE) é réu no caso dos Sanguessugas, fraude que envolveu a compra superfaturada de ambulâncias, com recursos de emendas parlamentares. Ele responde por formação de quadrilha ou bando, corrupção passiva e lavagem de dinheiro.

Terceiro deputado mais votado no Maranhão, com 126.896 votos, Cleber Verde ainda depende de decisão judicial para assumir a cadeira na Câmara. Ele teve o registro de candidatura negado com base na “Ficha Limpa” porque ele foi demitido do INSS, em 2003, “a bem do serviço público”, acusado de inserir dados falsos no sistema da Previdência Social.

Eleito por Roraima, Johnathan de Jesus teve R$ 750 mil apreendidos em dinheiro vivo, durante a campanha. Ele teria comprovado a origem do dinheiro é oriundo da venda de um posto de combustível da família, e o valor chegou a ser liberado pelo Tribunal Regional Eleitoral, mas voltou a ser recolhido e continua depositado em juízo.

    Leia tudo sobre: Universaldeputados federaiseleitosPRBJustiça

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG