Mapa do poder: PMDB termina eleições com mais governadores. Veja infográfico

Por Wilson Lima , do iG Brasília |

compartilhe

Tamanho do texto

PSB perdeu metade dos governadores eleitos em 2010 e PSDB, que tinha o comando de oito Estados, elegeu apenas cinco

O PMDB terminou as eleições de 2014 com o maior número de governadores eleitos em comparação com 2010. Em contrapartida, o PSDB e o PSB foram os maiores derrotados nas disputas dos Estados. Os tucanos, que elegeram oito governadores em 2010, conquistaram apenas cinco Estados; o PSB perdeu três governadores este ano. O PT conseguiu manter o número de governadores de 2010. Já o PDT e PSD surpreenderam e vão comandar dois Estados cada.

Leia tudo sobre as eleições 2014 no Brasil

Ao final das eleições deste ano, o PMDB terá sete Estados: Alagoas, Espírito Santo, Sergipe, Tocantins, Rio Grande do Sul, Rio de Janeiro e Rondônia. Destaque para as eleições de Luiz Fernando Pezão, no terceiro maior colégio eleitoral, e de José Ivo Sartori, no Rio Grande do Sul, que começou a disputa ao governo estadual atrás do atual governador, Tarso Genro (PT).

Outro partido que cresceu no número de governadores eleitos foi o PDT. Em 2010, a legenda não havia conseguido eleger nenhum governador e agora comandará dois Estados: Mato Grosso, com o atual senador Pedro Taques, e Amapá, com Waldez Goes. Goes foi o único aliado da família Sarney a vencer alguma disputa em 2014, já que Edison Lobão Filho (PMDB) foi derrotado por Flávio Dino (PcdoB), na disputa pelo governo do Maranhão. Dino é o primeiro governador eleito da história do PCdoB.

A legenda do ex-prefeito de São Paulo Gilberto Kassab, PSD, conseguiu eleger o governador de Santa Catarina, Raimundo Colombo, e Robson Faria, no Rio Grande do Norte. Faria desbancou o atual presidente do Senado, Henrique Eduardo Alves (PMDB). O Pros, criado no ano passado, elegeu seu primeiro governador: José Mello, no Amazonas. O PP também conseguiu eleger um governador, em Roraima.

Ivo Sartori, que concorre ao segundo turno do governo do Rio Grande do Sul pelo PMDB, posa para fotos depois de votar na hora do almoço neste domingo. Foto: Twitter/RedesartoriDilma ganha beijo de Tarso Genro, que disputa o segundo turno do governo do Rio Grande do Sul, em colégio eleitoral. Foto: Ichiro Guerra/Dilma 13Rodrigo Rollemberg, que disputa o segundo turno das eleições para governo do Distrito Federal pelo PSB, em seu local de votação neste domingo. Foto: Felipe Costa/Futura PressJofran Frejat, que disputa o segundo turno do governo do Distrito Federal pelo PP, sorri depois de votar em Brasília. Foto: TV Brasil/Agência BrasilPezão, governador e candidato à reeleição no Rio de Janeiro pelo PMDB, vota na Escola Municipal de Lajes, no bairro de Ribeirão das Lajes, em Piraí . Foto: Ale Silva/Futura PressCassio Cunha Lima (PSDB) vota em Campina Grande. Ele concorre ao segundo turno do governo da Paraíba. Foto: DivulgaçãoRicardo Coutinho, do PSB, vota na manhã deste domingo. Ele disputa o segundo turno do governo da Paraíba. Foto: Facebook/Ricardo CoutinhoTião Viana (PT) disputa o segundo turno das eleições para o governo do Acre. Foto: Facebook/Tião VianaConfucio Moura, do PMDB, concorre no segundo turno do governo de Rondônia. Foto: Facebook/Confucio MouraMarconi Perillo, do PSDB, participa de missa no domingo de eleições. Ele disputa segundo turno do governo de Goiás. Foto: Facebook/Marconi PerilloIris Rezende (PMDB) vota no no Colégio Marista, em Goiânia. Ele disputa segundo turno do governo do estado de Goiás. Foto: Leandro Vieira/Iris 15Expedito Junior (PSDB) disputa segundo turno para o governo de Rondônia e cumprimenta eleitores em seu colégio eleitoral. Foto: Facebook/Expedito JuniorChico Rodrigues (PSB), que disputa o segundo turno no governo de Roraima, vota neste domingo ao lado da esposta. Foto: Graziele Bezerra/Rádiojornalismo/EBCSuely Campos (PP), que disputa o segundo turno das eleições para o governo de Roraima, votou por volta das 8h50 deste domingo no centro de Boa Vista. Foto: Graziele Bezerra/Rádiojornalismo/EBCHenrique Alves compartilha em seu Facebook voto do momento da votação neste domingo. Candidato do PMDB disputa segundo turno para governo do Rio Grande do Norte. Foto: Facebook/Henrique AlvesRobinson Faria, candidato do PSB no segundo turno ao governo do Rio Grande do Norte, vota ao lado da família neste domingo. Foto: Twitter/Robinson FariaEduardo Braga, que disputa o segundo turno no governo do Amazonas pelo PMDB, vota na Escola Marechal Hermes da Fonseca, no conjunto Cofasa, em Manaus . Foto: Edmar Barros/Futura PressJosé Melo (PROS), governador e candidato à reeleição no Amazonas, posa para fotos depois de votar no Colégio Ângelo Ramazotti, em Manaus . Foto: Edmar Barros/Futura PressDelcídio (PT) vota em Corumbá. Ele disputa o segundo turno das eleições para o governo do Mato Grosso do Sul. Foto: DivulgaçãoReinaldo Azambuja, que disputa o segundo turno do governo de Mato Grosso do Sul pelo PSDB, vota na Escola Lucia Martins Coelho, em Campo Grande. Foto: Moisés Palácios/Futura PressHelder Barbalho (PMDB) vota ao lado da família. Ele concorre no segundo turno ao governo do Pará. Foto: Twitter/Helder BarbalhoSimão Jatene (PSDB), que disputa o segundo turno do governo do Pará, em seu colégio eleitoral. Foto: Igor Mota/Futura PressEunício Oliveira (PMDB), que concorre no segundo turno do governo do Ceará, posa para fotos depois de votar em Fortaleza. Foto: Marcelo Camargo/ABr Camilo, do PT, conversa com eleitores depois de votar. Ele concorre ao segundo turno do governo do Ceará. Foto: Reprodução


PSDB x PT
O PT terminou as eleições de 2014 com cinco Estados: Bahia, Minas Gerais, Piauí, Ceará e Acre. O PT amargou derrotas no Rio Grande do Sul e no Distrito Federal (onde o atual governador, Agnelo Queiroz, ficou fora do segundo turno). Em contrapartida, surpreendeu no Ceará, com Camilo Santana, e na Bahia, com Rui Costa.

Já o PSDB e PSB perderam espaço este ano em comparação com 2010. O PSB, apesar de ter obtido uma grande visibilidade esse ano na disputa presidencial, elegeu apenas três governadores: manteve o comando de Pernambuco, com Paulo Câmara; venceu no Distrito Federal, com Rodrigo Rollemberg, e na Paraíba, com Ricardo Coutinho. Em 2010, havia obtido o governo de seis Estados: Piauí, Amapá, Ceará, Paraíba, Pernambuco e Espírito Santo

O PSDB tinha oito Estados em 2010 e agora comandará somente cinco: Paraná, Goiás, São Paulo, Mato Grosso do Sul e Pará. Em 2010, além de ter o controle de São Paulo, maior colégio eleitoral do Brasil, os tucanos também tinham Minas Gerais, segundo maior colégio eleitoral, Alagoas, Roraima e Tocantins.

E o DEM, que tinha conquistado dois Estados em 2010, não conseguiu eleger governadores em 2014.

Confira no infográfico abaixo.


Leia tudo sobre: eleições 2014PTPSDBPMDBgovernos estaduais

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas