Apontado como vice de Marina, Beto Albuquerque nega favoritismo

Por Wanderley Preite Sobrinho - enviado iG ao Recife |

compartilhe

Tamanho do texto

Líder do PSB na Câmara, deputado gaúcho era amigo de Campos e um dos articuladores da chapa Eduardo-Marina

Divulgação/PSB-RS
Sobre favoritismo, Albuquerque preferiu desconversar ao dizer que a decisão será tomada pela cúpula do PSB na quarta (20)

Despontando como o nome mais viável para a vaga de candidato a vice-presidente na chapa agora encabeçada por Marina Silva, o deputado gaúcho e líder do PSB na Câmara dos Deputados, Beto Albuquerque, descarta o favoritismo apontado pelos correligionários, mas concorda com as credencias que o colocam no páreo.

Leia mais: Renata resiste a ser vice de Marina, diz irmão de Campos

Um dos primeiros a chegar no cemitério de Santo Amaro para o enterro do ex-presidenciável Eduardo Campos, Albuquerque apareceu escoltado pelo presidente nacional da legenda, Roberto Amaral, pelo presidente do partido em São Paulo, Márcio França, e pelo coordenador-geral da campanha presidencial, Carlos Siqueira.

Veja também:
Com Dilma e autoridades, missa para Eduardo Campos emociona no Recife
Morte de Eduardo Campos: Veja fotos do adeus ao ex-governador de Pernambuco
Veja as fotos do velório e das homenagens a Eduardo Campos

Um dos filhos de Eduardo Campos presta suas últimas homenagens ao pai, o presidenciável Eduardo Campos. Foto: Ricardo Moraes/ReutersMulher chora com um ramalhete de flores na mão durante sepultamento de Eduardo Campos. Foto: Ricardo Moraes/ReutersAdmiradores foram ao Cemitério de Santo Amaro dar um último adeus para Eduardo Campos. Foto: Ricardo Moraes/ReutersGritos de "Eduardo guerreiro do povo brasileiro" marcam o sepultamento de Campos no Cemitério de Santo Amaro, no Recife. Foto: Ricardo Moraes/ReutersFamiliares e colegas de partido de Eduardo Campos acompanham o caixão do candidato. Foto: Fernando Frazão/Agência BrasilFamiliares e colegas de partido de Eduardo Campos acompanham o caixão do candidato. Foto: Fernando Frazão/Agência BrasilFamiliares e colegas de partido de Eduardo Campos acompanham o caixão do candidato. Foto: Fernando Frazão/Agência BrasilFamiliares e colegas de partido de Eduardo Campos acompanham o caixão do candidato. Foto: Fernando Frazão/Agência BrasilFamiliares e colegas de partido de Eduardo Campos acompanham o caixão do candidato. Foto: Fernando Frazão/Agência BrasilFamiliares e colegas de partido de Eduardo Campos acompanham o caixão do candidato. Foto: Fernando Frazão/Agência BrasilFamiliares e colegas de partido de Eduardo Campos acompanham o caixão do candidato. Foto: Fernando Frazão/Agência BrasilFamiliares e colegas de partido de Eduardo Campos acompanham o caixão do candidato. Foto: Fernando Frazão/Agência BrasilFamiliares e colegas de partido de Eduardo Campos acompanham o caixão do candidato. Foto: Fernando Frazão/Agência BrasilFamiliares e colegas de partido de Eduardo Campos acompanham o caixão do candidato. Foto: Fernando Frazão/Agência BrasilCaixão com restos mortais de Eduardo Campos segue para o Cemitério de Santo Amaro em um carro aberto do Corpo de Bombeiros de Pernambuco. Foto: Paulo Whitaker/ReutersMilhares de admiradores de Eduardo Campos acompanham o cortejo fúnebre do caixão que leva seus restos mortais. Foto: REUTERS/Paulo WhitakerCentenas de pessoas aguardam a chegada do caixão de Eduardo Campos no Cemitério de Santo Amaro, em Recife, Pernambuco. Foto: Wanderley Preite Sobrinho/iGAdmiradores de Eduardo Campos sobem em túmulos enquanto aguardam a chegada do caixão do ex-governador. Foto: Wanderley Preite Sobrinho/iGAmigos e familiares participam do enterro do ex-deputado federal e assessor do candidato a presidência Eduardo Campos, Pedro Valadares, em Aracaju, SE, neste domingo (17). Foto: Jorge Henrique/Futura PressA viúva Cecília Ramos (c) é vista durante enterro do jornalista Carlos Percol, assessor de Eduardo Campos, no Cemitério de Santo Amaro, em Recife (PE), neste domingo (17). Foto: Pedro de Paula/Futura PressFaixa em frente a uma floricultura estampa uma das últimas frases de Eduardo Campos antes de morrer: "Nós não vamos desistir do Brasil". Foto: Pedro de Paula/Futura PressJoão Henrique, filho homem mais velho de Eduardo Campos, entoa grito de 'Eduardo Guerreiro' em homenagem ao pai (17/8). Foto: Ricardo Moraes/ReutersFamília de Eduardo Campos se emociona durante velório, missa e homenagens às vítimas do acidente aéreo que matou o político (17/8). Foto: Ricardo Moraes/ReutersJosé, de 9 anos, abraça caixão do pai Eduardo Campos (17/8). Foto: Paulo Whitaker/ReutersMarina Silva conforta Renata Campos, viúva de Eduardo Campos (17/8). Foto: Ricardo Moraes/ReutersLula se emociona ao lado da família de Eduardo Campos (17/8). Foto: Ricardo Moraes/ReutersCartaz em homenagem a Eduardo Campos é visto na multidão durante velório neste domingo (17/8). Foto: Aldo Carneiro/Futura PressHomem carrega cartaz no meio da multidão em homenagem a Eduardo Campos (17/8). Foto: Ricardo Moraes/ReutersPresidente Dilma Rousseff conforta filhos de Eduardo Campos durante velório na manhã deste domingo na sede do governo de Pernambuco (17/8). Foto: Ricardo Moraes/ReutersDilma Rousseff cumprimenta o presidenciável pelo PSDB Aécio Neves no velório de Eduardo Campos e vítimas do acidente aéreo (17/8). Foto: Paulo Whitaker/ReutersLula segura pequeno Miguel, filho mais novo de Eduardo Campos, durante velório do presidenciável no Recife (17/8). Foto: Ricardo Moraes/ReutersPresidente Dilma Roussef, Lula e outros políticos prestam homenagem a Eduardo Campos (17/8). Foto: Ricardo Moraes/ReutersDilma Rousseff cumprimenta Marina Silva, que era candidata à vice na chapa de Eduardo Campos (17/8). Foto: Ricardo Moraes/ReutersGovernador de São Paulo Geraldo Alckmin é mais um presente no velório (17/8). Foto: Ricardo Moraes/ReutersDilma Rousseff é vista no velório de Eduardo Campos (17/8). Foto: ReproduçãoJosé Serra também participa de missa campal e homenagens às vítimas do acidente aéreo em Santos (17/8). Foto: ReproduçãoMissa em homenagem ao ex governador de Pernambuco, Eduardo Campos, e vítimas do acidente é celebrada no Palácio do Campo das Princesas (17/8). Foto: Fernando Frazão/ABrBalões brancos voam para o céu de Recife em homenagem às vitimas do acidente aéreo que matou Eduardo Campos e mais seis pessoas de sua campanha (17/8) . Foto: Augusto Cataldi/Fotos PúblicasFilho de Eduardo Campos é visto ao lado do caixão do pai. Família passou a madrugada no velório, saiu nesta manhã e voltou ao local por volta de 9h (17/8). Foto: Paulo Whitaker/ReutersMarina Silva, que acompanhava a família desde a chegada do corpo de Eduardo Campos, segue no velório do politico (17/8). Foto: Paulo Whitaker/ReutersEstrutura montada em frente ao Palácio do Campos das Princesas para despedidas e missa de corpo presente de Eduardo Campos e vítimas do acidente (17/8). Foto: Paulo Whitaker/ReutersComércio de flores nos arredores do cemitério de Santo Amaro, onde Eduardo Campos será enterrado no Recife (17/8). Foto: Chico Peixoto/Fotos PúblicasMulher chora durante velório do presidenciável Eduardo Campos no Palácio do Campo das Princesas na manhã deste domingo. Foto: Ricardo Moraes/ReutersGrupo vestido como o tradicional Maracatu espera na fila no velório de Eduardo Campos (17/8). Foto: Ricardo Moraes/ReutersA estimativa era que a fila de pessoas para homenagear Campos e mortos em acidente ultrapassava os 3 km (17/8). Foto: Paulo Whitaker/ReutersLongas filas se formam na sede do governo neste domingo para a despedida e últimas homenagens a Eduardo Campos (17/8). Foto: Ricardo Moraes/ReutersAbraço da família Campos no velório de Eduardo Campos na madrugada deste domingo, no Recife (17/8). Foto: Matheus Britto/Futura PressFilho de Eduardo Campos arruma bandeira sobre o caixão do pai. Marina Silva acompanha velório ao lado da família (17/8). Foto: ReutersFoto de Eduardo Campos é colocada em cima do caixão do presidenciável (17/8). Foto: Ricardo Moraes/ReutersFilhos de Eduardo Campos, ao lado da mãe Renata, carregam o caixão do pai na chegada ao Palácio do Campo das Princesas (17/8). Foto: Clélio Tomaz/Fotos PúblicasFilhos de ex-governador de Pernambuco, Pedro, João e Maria Eduarda, acenam para população (17/8). Foto: Leia JáChoro e emoção no cortejo com o corpo de Eduardo Campos do aeroporto até a sede do governo de Pernambuco (17/8). Foto: Clélio Tomaz/Fotos PúblicasFilhos de Campos acompanham corpo do pai no caminhão dos bombeiros e acenam para a população (17/8). Foto: ReutersPedro, filho de Eduardo Campos, cobre com a bandeira nacional o caixão com o corpo de seu pai (16/8). Foto: ReutersJoão e Pedro, filhos de Eduardo Campos, carregam caixão de pai no caminhão do Corpo de Bombeiros, em Recife (16/8). Foto: ReutersRenata Campos, viúva do ex-governador de Pernambuco, segura caçula Miguel (16/8). Foto: ReutersJoão e Pedro, filhos de Eduardo Campos, carregam caixão com corpo do pai que desembarcou em Recife (16/8). Foto: ReutersMulher com foto do Eduardo Campos em enfeite na cabeça é vista perto do palácio do governo de Pernambuco (16/8). Foto: Ricardo Moraes/Reuters - 16.8.14Partidários de Campos se reúnem junto ao palácio do governo de Pernambuco (16/8). Foto: Wanderley Preite Sobrinho/iG - 16.8.14Ilustrações de Eduardo Campos são exibidas em ruas de Recife (16/8). Foto: Wanderley Preite Sobrinho/iG - 16.8.14Palco montado junto ao palácio do governo de pernambuco, onde o corpo de Eduardo Campos é velado (16/8). Foto: Wanderley Preite Sobrinho/iG - 16.8.14Multidão é vista junto à sede do governo de Pernambuco, onde o corpo ex-governador Eduardo Campos é velado (16/8). Foto: Wanderley Preite Sobrinho/iG - 16.4.14Palco para autoridades junto ao palácio do governo de Pernambuco (16/8). Foto: Wanderley Preite Sobrinho/iG - 16.8.14Cartazes e flores em homenagem a Eduardo Campos são colocados no Palácio do Campo das Princesas (16/8). Foto: Fernando Fazão/ Agência BrasilFila se forma junto ao palácio do governo de Pernambuco antes de velório de Campos (16/8). Foto: Ricardo Moraes/Reuters - 16.8.14Mensagens em homenagem a Eduardo Campos deixadas próximo ao palácio do governo de Pernambuco (16/8). Foto: Ricardo Moraes/Reuters - 16.8.14Coroas de flores são vistas na frente do Palácio das Princesas, no Recife (16/8). Foto: Fernando Fazão/ Agência BrasilHomem deposita flores em homenagem a Eduardo Campos em frente à sede do governo no Recife (16/8) . Foto: Fernando Fazão/ Agência BrasilCartaz em homenagem a Eduardo Campos é visto em rua do Recife (16/8). Foto: Fernando Fazão/ Agência BrasilHomem lê cartaz sobre Eduardo Campos nas ruas do Recife (16/8) . Foto: Fernando Fazão/ Agência BrasilMoradora do Recife segura cartaz em homenagem ao ex-governador de Pernambuco Eduardo Campos (16/8). Foto: Fernando Fazão/ Agência BrasilPessoas leem cartazes sobre Eduardo Campos nas ruas do Recife (16/8) . Foto: Fernando Fazão/ Agência BrasilOutdor em homenagem a Eduardo Campos, morto em acidente aéreo na quarta-feira, é colocado nas ruas de Recife (16/8). Foto: Fernando Fazão/ Agência BrasilCartaz em homenagem a Eduardo Campos é visto em rua do Recife (16/8). Foto: Fernando Fazão/ Agência Brasil

Em pé, posicionado na primeira fileira, dizia que as homenagens da população neste domingo superavam as do avô e mentor de Campos, Miguel Arraes, morto em 2005, também no dia 13 de agosto.

Questionado sobre as discussões a respeito da vaga de vice, disse ao iG que a viúva Renata Campos é um nome forte e que, escolhido ou não, será sempre consultada em razão de sua visão política e inquestionável influência sobre as posições do marido.

Presidente do PSB: Viúva de Eduardo Campos pode ser candidata a vice

Wanderley Preite Sobrinho/iG (17/08/14)
Deputado Beto Albuquerque no enterro do ex-governador Eduardo Campos no Recife

Sobre o próprio favoritismo, preferiu desconversar ao dizer que a decisão será tomada pela executiva nacional do PSB na reunião marcada para a próxima quarta-feira (20) em Brasília. Admitiu, no entanto, que entende o porquê de o indicarem para o cargo. Além de amigo pessoal de Campos – ele se filiou ao PSB quatro anos antes que o pernambucano – e identificado com suas bandeiras, teria sido “um dos seis” que bancaram a ideia de lançar a candidatura presidencial ao lado de Marina Silva.

A proximidade com Campos era tamanha que foi com a ajuda do amigo que ganhou espaço na executiva nacional e na coordenação da campanha. Mesmo a liderança da bancada do PSB na Câmara teria passado pelo crivo do amigo de juventude.

“Eu me recuso a fazer campanha interna pelo meu nome. Acho que só valerá a pena assumir esse compromisso se houver aclamação por parte do partido”, afirmou ele, um dos escolhidos para depositar rosas sobre o caixão no enterro de ontem. “No momento, sou candidato ao Senado”, disse.

Poder Online: leia outras notícias sobre Beto Albuquerque

Favorito ou não, as lideranças do PSB começam a realizar uma bateria de reuniões a partir desta segunda para garantir que o anúncio oficial da nova chapa seja divulgada na quarta, ocasião em que Marina também será oficializada como a nova candidata do PSB à Presidência da República.

Com Marina: Programa de TV do PSB terá homenagem a Campos e vítimas do acidente

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas