Presidente subiu de posição após dois anos consecutivos no terceiro lugar do ranking

A presidente Dilma Rousseff é a segunda mulher mais poderosa do mundo, segundo o ranking anual da revista norte americana "Forbes".

Pesquisa:  Popularidade de Dilma bate novo recorde e atinge 79%, diz Ibope

Leia também: Com pé machucado, Dilma usa crocs para receber premiê russo

Criminoso:  'É absurdamente desumano', diz Dilma sobre boato de fim do Bolsa Família

Dilma, que ocupava o 95º lugar no ranking da revista há três anos, ficou atrás apenas da chanceler alemã, Angela Merkel.

Em 2011 e 2012, a presidente emplacou a terceira posição, e este ano conseguiu subir no ranking após a saída de Hillary Clinton do cargo de secretária de Estado americano. Fora do governo, Hillary ficou em quinto lugar.

Para a "Forbes", Dilma tem "a tarefa de levar o país adiante após dois anos com as taxas de crescimento mais lentas em mais de uma década".

A descrição da presidente ressalta que o governo da presidente dá ênfase ao empreendedorismo e, assim, inspira uma nova geração a empreender. Apesar do empenho, Dilma seria alvo de críticas por preferir políticas de desenvolvimento às questões humanitárias.

A publicação ressalta como ponto a favor de Dilma a eleição do Roberto Azevedo à presidência da Organização Mundial do Comércio (OMC).


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.