Saiba mais sobre o filho de Kim Jong-il

Educado na Suíça, Kim Jong-un é apontado pela TV estatal como "grande sucessor" do líder da Coreia do Norte

iG São Paulo |

AP
Kim Jong-un, em foto de outubro de 2010
Filho mais novo de Kim Jong-il, líder da Coreia do Norte que morreu neste sábado (17), Kim Jong-un foi apontado pela TV estatal do país como seu "grande sucessor". Pouco se sabe sobre o jovem nascido em 1983 ou 1984, que era filho de Kim Jong-il com sua terceira esposa, Ko Yong-hui, que também já morreu.

Leia também: Líder da Coreia do Norte morre aos 69 anos

Durante décadas, analistas acreditavam que o sucessor do líder da Coreia do Norte seria Kim Jong-nam ou Kim Jong-chol, irmãos mais velhos de Kim Jong-un.

Mas a especulação de que o filho mais novo seria o escolhido ganhou força em 2009, com a notícia de que a agência secreta da Coreia do Sul teria instruído seus legisladores a apoiar a escolha de Kim Jong-un como o próximo líder.

Em 2010, a indicação de Kim Jong-un para a Comissão Nacional de Defesa foi vista como um possível sinal de que ele estava sendo preparado para o lugar do pai. A Comissão Nacional de Defesa da Coreia do Norte é o mais importante órgão do governo do país, e Kim Jong-il era o presidente dessa comissão.

Foram lançados poemas e uma música (chamada "Pegadas") compostos especialmente para promover as virtudes de Kim Jong-un como líder. Cerca de 10 milhões de retratos dele estariam sendo preparados para distribuição entre os norte-coreanos, junto com retratos de Kim Jong-il.

Também surgiram especulações sobre o homem que está sendo considerado como o "poder por trás do trono", Chang Song-taek, marido da irmã de Kim Jong-il e diretor do departamento administrativo do Partido dos Trabalhadores da Coreia do Norte. Alguns analistas afirmam que ele poderá ser o "regente" até que Kim Jong-un esteja pronto para governar a Coreia do Norte sozinho.

Filho favorito

A mãe de Kim Jong-un teria sido a esposa favorita do líder norte-coreano. Em um livro lançado em 2003, "Eu Era o Chef de Kim Jong-il", um japonês que escreveu sob o pseudônimo de Kenji Fujimoto afirmou que Kim Jong-un era o filho favorito de seu pai.

Mas a morte de Ko Yong-hui, ocorrida em 2004 e supostamente por causa de um câncer de mama, teria colocado o filho mais novo em segundo lugar na preferência para ocupar o poder, atrás de seu meio-irmão Kim Jong-nam.

Entretanto, Kim Jong-nam foi deportado para o Japão em maio de 2001, e o outro irmão, Kim Jong-chol, aparentemente seria "efeminado", fato que teria melhorado as chances de Kim Jong-un para ascender ao poder.

Ele foi educado na Suíça, assim como seus irmãos. Mas Kim Jong-un teria evitado influências ocidentais, jantando fora apenas com o embaixador da Coreia do Norte e voltando para seu país natal quando não tinha aulas. Desde que voltou para Pyongyang, ele teria frequentado a Universidade Militar Kim Il-sung.

Fã de basquete

Em agosto de 2010 Kim Jong-ub visitou a China, acompanhando o pai em uma viagem de Estado, segundo informações de um canal de televisão da Coreia do Sul.

Especula-se que Kim Jong-un já apresente alguns dos problemas de saúde de seu pai, tendo sido diagnosticado com diabetes e problemas cardíacos devido ao estilo de vida sedentário.

Outra informação é que ele seria fã da NBA, a liga de basquete dos Estados Unidos.  Mas, assim como quase todas as informações vindas da reclusa Coreia do Norte, os dados não foram confirmados oficialmente.

Com BBC

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG