Onda de frio deixa mais de 30 mortos na Europa

Neve e baixas temperaturas causam transtornos e vítimas na Ucrânia, Polônia, Sérvia, Romênia e Bulgária

iG São Paulo |

Fortes nevascas e baixas temperaturas deixaram dezenas de mortos na Europa desde a semana passada, informaram autoridades nesta segunda-feira. De acordo com a Associated Press, a onda de frio deixou 36 mortos: 18 na Ucrânia, 10 na Polônia, três na Sérvia, quatro na Romênia e uma na Bulgária. A rede britânica BBC não contabiliza as mortes da Romênia, divulgadas pela imprensa local, baixando o número de vítimas para 32.

Em várias cidades, escolas fecharam, estradas foram fechadas e houve cortes de energia. Além disso, abrigos de emergência foram abertos e autoridades fizeram um apelo para que a população permaneça em casa.

A imprensa da Romênia disse que detentos de uma prisão ajudaram a limpar um abrigo para cachorros na cidade de Glina que ficou tomado pela neve. O local abriga cerca de 300 cachorros vira-latas.

AP
Cachorro coloca o focinho em grade de abrigo em Glina, na Romênia; detentos foram chamados para limpar local após nevasca

Na Ucrânia, as temperaturas chegaram a -16ºC durante o dia e -23ºC durante a noite, levando mais de 500 moradores a procurar tratamento médico para hipotermia e lesões causadas pelo frio em apenas três dias.

Doze dos 18 mortos no país eram moradores de rua cujos corpos foram encontrados nas ruas. O governo abriu 1,5 mil abrigos que oferecem comida e aquecimento, além de fechar escolas e creches.

Na Polônia, a temperatura era de -26ºC nesta segunda-feira. Uma porta-voz do Ministério do Interior afirmou que idosos e moradores de rua estão entre os mortos. A polícia está procurando mendigos que vivem em prédios sem aquecimento para levá-los a abrigos.

Na Sérvia, 14 cidades declararam estado de emergência e o governo lançou uma operação para liberar estradas cobertas de neve. Além disso, ventos fortes deixaram dezenas de locais sem energia.

Segundo a polícia, as três vítimas fatais da onda de frio são uma mulher que morreu durante uma tempestade de neve e dois idosos, um deles encontrado morto em frente à sua casa.

Na Bulgária, o estado de emergência foi declarado em 25 dos 28 distritos do país. Um homem de 27 anos morreu congelado em um vilarejo do norte e ventos fortes forçaram o fechamento do porto de Varna.

AP
Moradores de rua tomam chá em abrigo de Donetsk, na Ucrânia

Com AP

    Leia tudo sobre: europafrioucrâniapolôniasérviaromêniabulgárianeve

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG