O chinês Wang não poderia imaginar que a tampa de uma caneta era a responsável por suas tosses constantes e fortes dores na região do peito

A tampa da caneta já estava se dissolvendo quando foi retirada do pulmão do chinês
AsiaWire
A tampa da caneta já estava se dissolvendo quando foi retirada do pulmão do chinês


Um grupo de médicos chineses encontrou, no início deste mês, a tampa de uma caneta alojada no pulmão de um homem. Segundo eles o objeto foi inalado pelo paciente há mais de 20 anos.

Leia também: Pescador sai para trabalhar e acaba com peixe vivo preso na sua garganta

O chinês, identificado apenas pelo seu sobrenome, Wang, foi internado no hospital depois de perceber que estava tossindo sangue. Ao investigarem as origens do problema respiratório, os médicos solicitaram alguns exames e descobriram a tampa de uma caneta dentro do pulmão do homem, obstruindo suas vias aéreas.

O pequeno objeto apresentava sinais de corrosão quando foi retirado, e – por incrível que pareça – foi uma surpresa para Wang quando os médicos lhe mostraram o causador do problema, pois ele não se lembrava de ter inalado o intruso que habitava o seu pulmão.

Exames mostram a tampa da caneta no pulmão de Wang
AsiaWire
Exames mostram a tampa da caneta no pulmão de Wang


O homem, morador de Huaihua, na província de Hunan, na  China , simplesmente se esqueceu que, por conta de um incidente em sua infância – no começo dos anos 1990, havia inalado a tampa do objeto. Por mais que Wang sofresse de recorrentes desconfortos na região do peito e também de tosses crônicas desde os seis ou sete anos de idade, ele nunca desconfiou que a causa estaria em um item de papelaria. 

Segundo o jornal Mirror , ele explicou: "Eu sempre tossi muito e tive infecções no pulmão , mas essa foi a primeira vez que eu procurei um hospital para investigar o que poderia estar acontecendo comigo".

Aranha escondida

Casos de objetos e sujeitos indesejados dentro do corpo humano não são raros, como por exemplo, o que aconteceu com uma garota de oito anos, que foi levada com urgência ao hospital depois que uma aranha saiu de dentro de uma picada em sua perna .

Scarlett Hinchcliffe, de Lincolnshire, no leste da Inglaterra, foi ferida pelo inseto durante uma caminhada pelo bosque, no último dia 10 de maio. Logo depois de ser mordida pela aranha, a garotinha começou a ter sintomas semelhantes ao de uma gripe.

Depois, um líquido laranja e amarelo começou a escorrer em sua perna por um pequeno buraco. Inacreditavelmente, o animal peçonhento saiu pelo mesmo buraco enquanto ela tomava banho. A tampa da caneta, por outro lado, precisou de ajuda para sair do pulmão de Wang.

Leia também: Casal é flagrado fazendo sexo em parquinho infantil em plena tarde de domingo

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.