Tamanho do texto

Sanguessuga viveu por meses no nariz da chinesa sem ser percebida; animal entrou no nariz quando ainda era pequeno e cresceu até 7,6 centímetros

De acordo com os médicos, a sanguessuga entrou no nariz pela água do rio que a mulher usava para lavar o rosto
Reprodução/AsiaWire
De acordo com os médicos, a sanguessuga entrou no nariz pela água do rio que a mulher usava para lavar o rosto

Após sofrer sangramentos nasais constantes por dez dias, uma mulher descobriu uma sanguessuga vivendo dentro de seu nariz. Identificada apenas como Fang, a chinesa de 49 anos buscou um especialista em otorrinolaringologia na última terça-feira (9) e recebeu o inusitado diagnóstico. 

Leia também: Mulher vai ao médico com dor e encontra aranha dentro do ouvido

Nativa da cidade de Zhongshan, da província de Guangdong, no sul da China, Fang foi examinada no hospital de Shenwan. Os médicos ficaram atordoados ao encontrar a sanguessuga dentro de seu nariz.

A princípio, os médicos não tinham certeza sobre qual criatura era aquela, mas suspeitavam do sugador de sangue. As suspeitas foram confirmadas quando eles retiraram o animal de 7,6 centímetros ainda vivo da narina da paciente.

Leia também: Pastor tenta imitar Jesus e acaba devorado por crocodilos no Zimbábue

Completamente desenvolvido, acredita-se que o animal gosmento ficou alojado confortavelmente na parte nasal da faringe da mulher por meses. Eventualmente, o anelídeo passou a provocar sangramentos nasais conforme seu apetite aumentava.

Com uma pinça, médicos retiraram a sanguessuga de 7,6 centímetros ainda viva de dentro do nariz da paciente
Reprodução/AsiaWire
Com uma pinça, médicos retiraram a sanguessuga de 7,6 centímetros ainda viva de dentro do nariz da paciente

Fang contou aos médicos que tem o costume de enxaguar a boca e lavar o rosto usando água de nascentes naturais, de rios e córregos que passam perto de sua casa. Os especialistas acreditam que foi assim que o animal , ainda pequeno, entrou em sua cavidade nasal e ficou lá por meses a fio sem ser descoberto, se alimentando e crescendo.

Leia também: Joalheria australiana gera polêmica ao criar peças com embriões humanos

A mulher não deve sofrer nenhuma consequência a longo prazo agora que o bicho foi retirado de seu nariz . Entretanto, ela foi aconselhada a, a partir de agora, só usar água encanada ou fervida para escovar os dentes e lavar o rosto.

Corpos estranhos

No começo deste ano, a indiana Selvi enfrentou um problema parecido. Lidando com fortes dores de cabeça, a mulher foi ao médico e descobriu uma barata rastejando em seu crânio , na região entre seus olhos.

Ela foi submetida a um procedimento de 45 minutos de duração para a retirada do inseto, que assim como a sanguessuga, foi extraído pela narina da paciente. Os médicos afirmaram nunca ter visto nada parecido antes.