Família acusa KFC de expulsar menina com rosto ferido por pitbulls nos EUA

Por iG São Paulo | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

'Temos de pedir que saia porque o rosto dela está perturbando os clientes', funcionários teriam dito à avô de criança de 3 anos

Uma família americana acusou o KFC de expulsar Victoria Wilcher, 3, de um de seus restaurantes com o argumento de que a menina incomodava outros clientes por estar com o rosto bastante ferido e usar um tapa-olho após um ataque de pittbulls.

2012: Ataque de pitbull deixa cinco policiais hospitalizados em Londres

Reprodução/ Facebook
'Esse rosto parece assustador para você?', postou a família de Victoria Wilcher no Facebook. Avó diz que menina foi expulsa do KFC por ferimentos causados por pitbulls

Filipinas: Polícia descobre mais de 300 pitbulls em fazenda de cães de briga

A alegação desatou uma onda de apoio à criança nas redes sociais, que pediram boicote à rede de restaurantes. Em reação, a KFC pediu desculpas publicamente e prometeu doar US$ 30 mil para auxiliar a família com as contas médicas. "Toda a família KFC apoia Victoria", disse o porta-voz da companhia, Rich Maynard.

'Seu rosto pertuba os outros clientes'

Victoria foi atacada por três pitbulls em abril, o que lhe exige tratamento médico regular.  
Os cães a atacaram especialmente no rosto. Ela tem grandes cicatrizes, perdeu a visão em seu olho direito e a habilidade de mover sua face direita. Depois de uma visita ao médico na semana passada, Kelly Mullins, avó da menina, a levou para um KFC em Jackson, Mississippi.

"Pedi um chá, enquanto ela quis purê de batata e molho de carne por estar com fome", contou Mullins à WAPT, afiliada da CNN. "Ela usava um tubo de alimentação no momento, mas imaginei que pudesse apenas engolir (o purê). Eles apenas nos disseram: 'Temos de pedir que saia porque o rosto dela está perturbando nossos clientes.' Victoria entendeu exatamente o que eles disseram." Segundo a avó, a menina chorou durante todo o caminho de volta a casa.

2013: Pitbulls usados em rinha são resgatados em Estados dos EUA

"Ela teve de se submeter a várias cirurgias e não se olhará mais no espelho", afirmou Mullins à WAPT. "Quando vamos a uma loja, ela nem quer sair do carro. Ela tem 3 anos e tem vergonha de sua aparência. Ela tem vergonha e odeio isso, porque ela não devia. Não é culpa dela."

A família de Victoria recontou o incidente no Facebook em uma página criada para arrecadar dinheiro para as despesas médicas. "Esse rosto parece assustador para você?", postou a família. "Eu pessoalmente nunca mais pisarei em outro KFC novamente e estou escrevendo para o seu presidente."

"Assim que fomos notificados disso na sexta-feira, imediatamente começamos uma investigação, já que esse tipo de ação nociva e desrespeitosa não será tolerada pela KFC", disse a companhia. "Independentemente do resultado da investigação, nos desculpamos com a família de Victoria e nos comprometemos a auxiliá-la."

Leia tudo sobre: euakfcpitbull

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas