Após gastar R$ 500 mil, governo entrega reforma incompleta de escola em SP

Por Wanderley Preite Sobrinho - iG São Paulo | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Empreiteira reformou o piso e deixou escola com janelas quebradas, paredes pichadas e quadra sem tabela. Governo diz que local recebeu adequações e reparos

Wanderley Preite Sobrinho/iG
Documento da Secretaria de Educação lista as obras prometidas para a escola: apenas o piso interno foi reformado

A Escola Estadual Professora Julia Della Casa Paula fica na Cidade Ademar, um dos bairros mais pobres da zona sul de São Paulo. Encravada entre casas sem acabamento, suas dependências são refúgio das crianças e adolescentes do bairro, que usam o espaço para lazer nos finais de semana. Há anos com as paredes pichadas, janelas quebradas e quadra deteriorada, o complexo finalmente recebeu do governo do Estado a promessa de receber uma ampla reforma há um ano e meio. O prazo para a entrega vence no final de julho, mas as obras já foram dadas por encerradas, embora apenas o piso interno tenha sido recuperado.

A escola foi escolhida em dezembro de 2011 para integrar o grupo de 46 instituições que receberiam parte dos R$ 20 milhões para reforma de escolas do Estado na capital e Região Metropolitana. Entre a série de mudanças na Della Casa, previa-se a substituição das tabelas de basquete na quadra principal, a instalação de postes de vôlei e traves de futebol na miniquadra e de equipamentos recreativos no terreno, reforma dos sanitários e troca de pisos externos e internos. Valor da obra: R$ 496.629,51 mil.

Leia também: Professora grevista diz que classe virou “depósito de aluno”

Inicialmente, o orçamento ficou em R$ 473,3 mil, mas em abril deste ano o governo divulgou uma lista de obras concluídas no primeiro trimestre deste ano, ocasião em que o valor da reforma foi atualizado.

No começo do mês, a placa anunciando a reforma foi retirada. Sob anonimato, o iG visitou a escola e encontrou os mesmos problemas (veja as fotos na galeria). A quadra está sem cesta de basquete, a miniquadra não tem traves. As paredes estão pichadas, as janelas das classes, estilhaçadas. Os banheiros, trancados, têm furos no telhado. Nenhum equipamento recreativo havia sido instalado.

Segundo funcionários da escola, a reforma foi dada por encerrada logo após a única mudança: a substituição do piso interno.

Questionada pela reportagem, a Secretaria da Educação respondeu que a Fundação para o Desenvolvimento da Educação (FDE), órgão responsável pela execução e acompanhamento das obras da Secretaria, esclarece que a Escola Professora Julia Della Casa Paula, na zona Sul da capital, recebeu obras de adequações, reformas e reparos gerais, entregues em janeiro de 2013. "É importante destacar que, ao longo de seis meses, o próprio uso dos ambientes e dos materiais instalados, como a cesta de basquete da quadra, podem resultar em danos e na necessidade de novos reparos, que devem ser comunicados pela direção da escola", diz a nota enviada ao iG.

Segundo a secretaria a reforma foi feita em pisos internos, externos, no muro da divisa da quadra com residências, na quadra poliesportiva, na mini-quadra, nos sanitários, no galpão e nas instalações elétricas.

A empreiteira responsável pelas obras, a CCB Construções e Serviços, não atendeu a reportagem. 


Veja as fotos da escola:

Esgoto escorre ao ar livre perto da quadra poli esportiva da escola estadual. Foto: Wanderley Preite Sobrinho/iGPlaca em frente à escola já foi retirada: ela informava o valor da reforma: R$ 473 mil, valor atualizado em abril. Foto: ReproduçãoGoverno prometeu, mas não substituiu tabelas de basquete na quadra principal. Foto: Wanderley Preite Sobrinho/iGJanelas das classes estão com os vidros quebrados. Foto: Wanderley Preite Sobrinho/iGPorta da classe com o reboco quebrado. Foto: Wanderley Preite Sobrinho/iGVista da cantina: paredes precisam de pintura. Foto: Wanderley Preite Sobrinho/iGA instalação de postes de vôlei e traves de futebol na miniquadra não foi feita. Foto: Wanderley Preite Sobrinho/iGEmbora estivesse trancado, foi possível fotografar o teto do banheiro feminino, coberto por telhas . Foto: Wanderley Preite Sobrinho/iGA Escola Estadual Professora Julia Della Casa Paula na Cidade Ademar. Terreno é  refugio das crianças e adolescentes do bairro aos finais de semana. Foto: Wanderley Preite Sobrinho/iG


compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas