"The Artist" e "Os Descendentes" vencem Globo de Ouro 2012

Filmes ganharam, respectivamente, nas categorias de comédia e drama; Clooney, Dujardin, Streep e Williams levaram prêmios de atuação

iG São Paulo |

A cerimônia de premiação do Globo de Ouro 2012, concedido pela associação da imprensa estrangeira de Hollywood na noite deste domingo (15), consagrou os dois candidatos que devem dividir as atenções no Oscar , no fim de fevereiro.

Considerado favorito, o longa-metragem mudo francês "The Artist", de Michel Hazanavicius, ganhou três prêmios: melhor filme - comédia ou musical, melhor ator (Jean Dujardin) e melhor trilha sonora. Por sua vez, "Os Descendentes", de Alexander Payne, triunfou nas mesmas categorias principais, melhor filme - drama e melhor ator (George Clooney).

Ricardo Calil: Anotações soltas sobre o Globo de Ouro

Duas surpresas da noite, que fugiram dessa dicotomia, foram as vitórias de Martin Scorsese como melhor diretor e de Woody Allen como melhor roteiro para "Meia-Noite em Paris". Alle não foi à festa. Já Scorsese recebeu a estatueta das mãos de Angelina Jolie, por seu primeiro trabalho infantil e em 3D, "A Invenção de Hugo Cabret". Scorsese lembrou no palco o conselho de sua mulher, que perguntou a ele logo após ler o livro que deu origem ao filme: "por que você não faz um filme que sua filha [de 12 anos] pode ver, para variar?".

Getty Images
George Clooney com o Globo de Ouro de melhor ator por "Os Descendentes"
A conquista de "The Artist" no palco do Beverly Hilton Hotel teve ar circense graças à presença do cachorro Uggie, que integra o elenco do filme – ouviram-se suspiros por todos os lados quando o animal se exibiu ficando apenas sobre duas patas. O mesmo clima descontraído acompanhou o discurso de Jean Dujardin. Sem saber falar inglês muito bem, o ator francês leu sua lista de agradecimentos e ainda fez piada com a expressividade de suas sobrancelhas, que, segundo ele, "têm vida própria".

Siga o iG Cultura no Twitter

George Clooney surpreendeu pelo bom humor. Em sua rápida passagem pelo microfone, lembrou dois de seus concorrentes na categoria de drama, Brad Pitt e Michael Fassbender. Ao se referir a Fassbender, que tem diversas cenas de nudez frontal em "Shame", Clooney perguntou, "Michael, você jolga golfe com as mãos nas costas?". A piada apimentada fez a plateia vir abaixo.

Celebridades, aliás, como Madonna, Seth Rogen e Jimmy Fallon se deram melhor nas piadas do que o próprio apresentador, o comediante britânico Ricky Gervais . Apesar de não diminuir muito o tom de suas brincadeiras – sobraram comentários para Eddie Murphy, Justin Bieber, Mel Gibson, Jodie Foster e até para seu próprio pênis –, o criador da série "The Office" teve menos intervenções. Além disso, a expectativa por piadas tão ou mais polêmicas quanto no ano passado fez com que a plateia esperasse coisa muito pior.

Noite de "Deus"

Como todos já imaginavam, Meryl Streep foi escolhida como melhor atriz - drama pelo papel de Margaret Tatcher em "A Dama de Ferro" – foi seu oitavo Globo de Ouro. Depois de dar um selinho em Colin Firth, Streep disse estar "envergonhada" por ter ganho em um ano com tantas atuações femininas de qualidade. "É uma boa notícia para todos nós. Filmes bons são como aves raras", disse. Apesar de ter esquecido os óculos e não poder agradecer a todos, não esqueceu do produtor Harvey Weinstein, a figura mais lembrada nos discursos da noite, a quem chamou de "Deus".

Getty Images
Michelle Williams com o Globo de Ouro de melhor atriz - comédia por "Sete Dias com Marilyn"
Michelle Williams venceu como atriz de comédia ou musical por "Sete Dias com Marilyn", no qual interpreta Marilyn Monroe em sua conturbada passagem pela Inglaterra durante as filmagens de "O Príncipe Encantado" (1957). A história, portanto, não é exatamente uma comédia, como lembrou Seth Rogen ao anunciar as indicadas.

Williams agradeceu sua filha com o ator Heath Ledger por, segundo ela, se considerar "primeiro uma mãe e em segundo, uma atriz". Além disso, lembrou a coincidência de Monroe também ter ganho um Globo de Ouro na categoria, por "Quanto Mais Quente Melhor". "Obrigado por colocarem nas minhas mãos o mesmo prêmio que Marilyn segurou há 50 anos", disse.

Christopher Plummer, aos 82 anos, foi o vencedor do Globo de Ouro de melhor ator coadjuvante, o primeiro prêmio da noite, pelo filme "Toda Forma de Amor" ("Beginners"). No longa-metragem, no qual contracena ao lado de Ewan McGregor, Plummer interpreta um pai de família que assume ser gay na velhice, após a morte da mulher. "Que maravilhoso retorno!", disse o ator veterano no palco. Sobraram elogios para McGregor, para o diretor Mike Mills e até para o cachorro que integra o elenco do filme.

Getty Images
Madonna: melhor canção por "W.E."
Octavia Spencer confirmou seu favoritismo e ganhou a estatueta de atriz coadjuvante por "Histórias Cruzadas". O drama racial sobre o avanço dos direitos para empregadas negras nos EUA é um dos fortes candidatos ao Oscar 2012.

"As Aventuras de Tintim: O Segredo do Licorne", dirigido por Steven Spielberg, foi escolhido a melhor animação. O cineasta agradeceu a Peter Jackson, que produziu o longa baseado nos quadrinhos de Hergé, e ao ator Andy Serkis, o "homem das 2001 faces digitais" – Serkis se tornou um especialista na captura de movimentos, por trabalhar também em filmes como "Planeta dos Macacos - A Origem" e "O Senhor dos Anéis".

O segundo longa-metragem dirigido por Madonna, "W.E. - O romance do século", recebeu péssimas críticas da imprensa especializada, mas isso não impediu que a cantora ganhasse o Globo de Ouro de melhor canção original pelo filme. Surpresa, Madonna explicou que não tinha uma música para colocar nos créditos até o final da montagem. Quando começou a trabalhar em seu novo disco, no entanto, compôs "Masterpierce". "Magicamente, essa canção apareceu", disse a estrela, que agradeceu a Weinstein, responsável pela distribuição de "W.E." nos EUA, por "acreditar no filme".

O longa iraniano "A Separação", de Asghar Farhadi, vencedor do Festival de Berlim do ano passado e de uma série de premiações da temporada, foi eleito o melhor filme em língua estrangeira, superando "A Pele que Habito", de Pedro Almodóvar.

Prêmios de televisão

A exemplo das duas vitórias recentes no Emmy, "Modern Family" ganhou como melhor série de comédia ou musical. Aproveitando uma piada de Gervais e da entrega da estatueta por Antonio Banderas e Salma Hayek, a atriz colombiana Sofia Vergara fez o discurso de agradecimento da equipe em espanhol.

Getty Images
O elenco de "Modern Family" nos bastidores do Globo de Ouro: melhor série cômica
Laura Dern bateu favoritas como Tina Fey e Zooey Deschanel e levou para a casa o prêmio de melhor atriz em série de comédia por "Enlightened". Ganhadora de três Globos de Ouro, Dern agradeceu à associação da imprensa estrangeira por "apoiar o programa", já que "Enlightened" apresentou baixos índices de audiência e correu o risco de ser cancelada.

"Boss", outra série que também não foi muito vista, rendeu o prêmio de melhor ator na categoria drama para Kelsey Grammer ("Frasier"), que interpreta o prefeito da cidade de Chicago. "Boss" também havia sido indicada a melhor série, mas o prêmio foi para "Homeland", outro programa novato, estrelado por Claire Danes, justamente a ganhadora de melhor atriz da categoria.

AP
Matt LeBlanc: melhor ator pela série "Episodes"
Depois de ser indicados três vezes ao prêmio, Matt LeBlanc, famoso como o Joey de "Friends", finalmente levou o Globo de Ouro de melhor ator em série - comédia ou musical por "Episodes", no qual interpreta ele mesmo. Com seu visual grisalho, LeBlanc agradeceu aos roteiristas do programa: "vamos ser honestos, eu interpreto um Matt LeBlanc bem mais interessante do que eu".

Ainda nos prêmios de televisão, o programa britânico "Downton Abbey" foi eleito melhor minissérie ou telefilme, enquanto Kate Winslet ganhou o prêmio de melhor atriz pela minissérie "Mildred Pierce", reprisando sua vitória no Emmy. Nas categorias de coadjuvante, foram premiados Jessica Lange ("American Horror Story") e o pequenino Peter Dinklage ("Game of Thrones").

O prêmio Cecil B. DeMille, concedido anualmente pelo conjunto da obra a lendas de Hollywood, foi entregue a Morgan Freeman. Aos 74 anos, o ator recebeu a honraria das mãos de Sidney Poitier e de Helen Mirren, sua colega em "Reds". Depois de assistir a trechos de diversos filmes de sua carreira – "Conduzindo Miss Daisy", "Um Sonho de Liberdade", "Garota de Ouro", "Seven", "Invictus" –, Freeman disse estar "honrado" por fazer companhia aos homenageados anteriores.

Ricardo Calil: Anotações soltas sobre o Globo de Ouro

Confira abaixo a lista completa de ganhadores do Globo de Ouro 2012.

Melhor filme - drama: "Os Descendentes"
Melhor filme - comédia ou musical: "The Artist"
Melhor diretor: Martin Scorsese, "A Invenção de Hugo Cabret"
Melhor ator - drama: George Clooney, "Os Descendentes"
Melhor atriz - drama: Meryl Streep, "A Dama de Ferro"
Melhor ator - comédia ou musical: Jean Dujardin, "The Artist"
Melhor atriz - comédia ou musical:
Michelle Williams, "Sete Dias com Marilyn"
Melhor ator coadjuvante:
Christopher Plummer, "Toda Forma de Amor"
Melhor atriz coadjuvante: Octavia Spencer, "Histórias Cruzadas"
Melhor roteiro: "Meia-Noite em Paris"
Melhor animação: "As Aventuras de Tintim: O Segredo do Licorne"
Melhor canção original: "Masterpiece", de "W.E.- O Romance do Século"
Melhor trilha sonora: "The Artist"
Melhor filme em língua estrangeira: "A Separação" (Irã)

Melhor série de televisão - drama:
"Homeland"
Melhor ator em série - drama: Kelsey Grammer, "Boss"
Melhor atriz em série - drama: Claire Danes, "Homeland"
Melhor série de televisão - comédia ou musical: "Modern Family"
Melhor ator em série - comédia ou musical: Matt LeBlanc, "Episodes"
Melhor atriz em série - comédia ou musical:
Laura Dern, "Enlightened"
Melhor ator coadjuvante em série, minissérie ou filme para TV: Peter Dinklage, "Game of Thrones"
Melhor atriz coadjuvante em série, minissérie ou filme para TV: Jessica Lange, "American Horror Story"
Melhor minissérie ou filme feito para a TV: "Downton Abbey"
Melhor atriz em minissérie ou filme feito para TV: Kate Winslet, "Mildred Pierce"
Melhor ator em minissérie ou filme feito para TV: Idris Elba, "Luther"

null

    Leia tudo sobre: globo de ourooscarcinema

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG