Encerramento das operações do aterro sanitário vai ser antecipado em quase um mês

Funcionamento do aterro sanitário de Gramacho será encerrado no dia 23 de abril (Foto de arquivo)
Pedro Kirilos / Agência O Globo
Funcionamento do aterro sanitário de Gramacho será encerrado no dia 23 de abril (Foto de arquivo)
O aterro sanitário de Gramacho, localizado no município de Duque de Caxias, na Baixada Fluminense, será definitivamente fechado até o próximo dia 23 de abril. A informação foi dada pelo prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes. Dessa forma, o encerramento das operações no lixão, exigido pelo Ministério Público Estadual, será antecipado em quase um mês, já que a licença de Gramacho só expira no dia 5 de junho.

Leia também: Rio distribui contêineres para coleta de lixo feitos de bagaço de cana

“Na hora em que fecharmos o aterro de Gramacho poderemos começar a pensar na sofisticação da coleta seletiva na capital. Não dá para trabalhar uma coleta seletiva quando se tem um aterro como o de Gramacho poluindo a Baía de Guanabara”, disse Paes.

Atualmente, de cinco a seis mil toneladas de lixo recolhidas na capital fluminense já são levadas para o Centro de Tratamento de Resíduos (CTR) de Seropédica, também na Baixada Fluminense. Apenas duas mil toneladas são despejadas diretamente em Gramacho, que fica às margens da Baía de Guanabara. “Será o fim desse crime ambiental que a cidade pratica há cerca de três décadas”, assegurou o prefeito.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.