Fotógrafo amador retratou a briga dos dois animais durante um safári fotográfico na Tanzânia

selo


Chacal estava em minoria, mas não se acuou e pulou para defender sua comida
Caters
Chacal estava em minoria, mas não se acuou e pulou para defender sua comida
Um grupo de turistas participava de um safári na Tanzânia, no leste da África, quando viu o impressionante ataque perpetrado por um chacal contra um grupo de abutres.

Nas cenas, que foram registradas em imagens pelo fotógrafo amador italiano Tiziano Cei, o chacal é visto protegendo a carcaça que lhe serviria de alimento e dando um salto em direção ao abutre que se aproximava desta.

Tiziano Cei contou que o animal ganhou o apelido de ''chacal kung fu'' por conta de seu salto audacioso.

''Nós estávamos fazendo um safári fotográfico entre as regiões de Seronera e Ndutu e tentando encontrar guepardos para fotografar. À distância, vimos dois abutres. Quando nosso carro chegou mais perto, vimos que o chacal estava se alimentando de uma carcaça. Os pássaros estavam claramente tentando alcançar a carcaça'', relatou o fotógrafo.

Veja mais confrontos no mundo animal:
Papéis invertidos: gnu perseguindo leoa
Hipopótamo salva-vidas resgata filhotes de gnu e zebra em rio
Leopardo camuflado se aproxima de gnus
A luta dos ursos pela sobrevivência
Luta entra crocodilo e hipopótamo no Malauí
Leopardos fazem "cabo-de-guerra" com cobra
Ursa enfrenta dois tigres com filhotes nas costas

Leão briga com filhote e leva 'bronca' de leoa

''Quando eles deram início ao ataque, o chacal ficou louco, abaixou suas orelhas e começou a pular em direção a eles. Nós assistimos atentamente à cena por três ou quatro minutos, até que o chacal foi forçado a recuar. Os pássaros eram bem maiores do que ele e ele estava travando uma guerra perdida'', afirmou Cei.

O embate entre os dois animais se deve ao fato de que ambos são carnívoros e se alimentam de carniça.

O animal continuou tentando se defender, mas depois foi obrigado a recuar
Caters
O animal continuou tentando se defender, mas depois foi obrigado a recuar

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.